Desde o início da pandemia, Bolsonaro tem atuado contra vacinas contra a Covid-19
Isac Nóbrega/PR
Desde o início da pandemia, Bolsonaro tem atuado contra vacinas contra a Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mentiu nesta quinta-feira (11) ao dizer que sempre defendeu as vacinas contra a Covid-19 . Em participação em um evento promovido pelo Sebrae ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes , Bolsonaro afirmou que "tem que tomar vacina, como eu disse no começo". Levantamento feito pelo iG mostra que o  presidente desdenhou de vacinas pelo menos 10 vezes desde o início da pandemia.

"Nunca neguei a vacina. Disse que tomaria a vacina se ela passasse pela Anvisa. Lamento todas as mortes, mas temos que olhar para frente. Tem que tomar a vacina como eu disse no começo. Nunca fui contra a vacina, disse o presidente.

Bolsonaro participou virtualmente do evento e voltou a aparecer sem usar máscara. Estando ao lado do ministro Guedes, somente o chefe da pasta da Economia usou o item de segurança. Mesmo quando passou a palavra para Guedes, que estava ao lado dele sem respeitar o distanciamento social, o presidente continuou sem máscara.

Depois de muito tempo sem usar o item ao participar de aglomerações,  Bolsonaro apareceu usando máscara nesta quarta-feira (10) horas após o fim do discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Sindicato dos Metalúrgicos no ABC. O petista fez duras críticas ao combate à pandemia do governo federal.

Na ocasião, o senador  Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) utilizou o seu perfil na rede social Telegram para pedir a "viralização" de uma foto do presidente com os dizeres: "A nossa arma é a vacina".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários