Presidente estadual do PSDB exaltou Doria como o
Reprodução/ Governo do Estado de SP
Presidente estadual do PSDB exaltou Doria como o "futuro do partido"

Desde o início da  pandemia da Covid-19 no Brasil,  João Doria tem se colocado em lado oposto ao do presidente Jair Bolsonaro, o que já gerou diversos episódios de troca de farpas entre eles. Nesta quarta-feira (10), em entrevista ao programa Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, o presidente estadual do PSDB em São Paulo, Marco Vinholi, fez questão de ressaltar tal postura de oposição do partido, afirmando que o governador de São Paulo será importante para o processo de "retomada do Brasil".

" Doria representa os anseios do PSDB de um projeto que pode retomar o país. O governador está focado na gestão do Estado de São Paulo, mas eu e a maior parte do PSDB pensamos que ele representa o futuro do partido e tem a estatura e responsabilidade necessárias para liderar esse processo tão importante”, disse  Vinholi .

" O centro da questão neste momento é o PSDB como oposição clara ao governo Bolsonaro. É o que a militância espera: que o partido cumpra seu papel de defender a democracia, as liberdades individuais, e a ciência e a defesa da vida", concluiu.

A análise sobre Doria ser o "futuro" ocorre em um momento que a sigla vinha enfrentando problemas com seus principais nomes, como Geraldo Alckmin e Aécio Neves, que perderam espaço e prestígio dentro do cenário político, seja por supostos envolvimentos em escândalos ou por gestões criticadas.

Aécio , inclusive, foi personagem de polêmica recente com o próprio Doria. Na última terça-feira (9), o governador pediu o  afastamento do deputado do partido por conta de seu posicionamento durante o pleito presidencial na Câmara, o que acabou por minar a candidatura de Baleia Rossi, candidato que era apoiado pelo PSDB.

Pouco depois, veio a resposta: "lamento profundamente que esteja faltando ao  governador de SP a temperança e a humildade para compreender aquilo que sabemos desde a fundação do partido: que o PSDB não tem dono e que a vontade de um jamais se sobreporá à vontade da maioria".

Ainda de acordo com a publicação, ao ser questionado sobre tal discussão, apontada por Aécio como uma tentativa de Doria de causar divisão dentro do partido e de ser eleitoreira, Vinholi afirmou que a oposição ao presidente Bolsonaro é uma necessidade e visa "pensar no futuro do Brasil", não apenas nas eleições de 2022.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários