Deputada bolsonarista Bia Kicis
Maryanna Oliveira/Agência Câmara
Deputada bolsonarista Bia Kicis

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) teriam recebido a notícia da provável i ndicação da deputada Bia Kicis (PSL-DF) à CCJ (Comissão de Constituição de Justiça) como uma declaração de guerra ao Supremo.

Segundo apuração da CNN Brasil , ministros do Supremo procuraram ministérios de Jair Bolsonaro e parlamentares do alto escalão para demonstras insatisfação com a entrega da principal comissão da Câmara à deputada.

O desconforto decorre do fato de que Kicis. ao longo do seu mandato de deputada, protagonizou diversas afrontas à Corte. Entrer elas, o pedido de impeachment dos ministros Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, além de ter xingado o ministro aposentado Celso de Mello de “juiz de merda”.

A parlamentar também é autora de uma PEC (proposta de emenda à Constituição) para antecipar a aposentadoria dos integrantes da corte para 70 anos. A intenção de Kicis é possibilitar Bolsonaro de indicar mais nomes ao tribunal até o fim de seu mandato, já que, se a PEC for aprovada, os ministros Marco Aurélio Mello, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski teriam de se aposentar.

Hoje, os ministros se aposentam compulsoriamente aos 75 anos. Assim, até o fim de 2022, Bolsonaro indicará apenas o sucessor do agora decano Marco Aurélio Mello.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários