Bolsonaro afirmou, indiretamente, que Maia quis
Marcelo Camargo / Agência Brasil / Imagem de arquivo
Bolsonaro afirmou, indiretamente, que Maia quis "sabotar o próprio país"

O presidente Jair Bolsonaro foi as redes sociais para alfinetar o ex-presidente da Câmara dos Deputados , Rodrigo Maia (DEM-RJ) , após a vitória de seus candidatos para o comando do Congresso Nacional . Em publicação no Twitter, Bolsonaro acusou o ex-presidente da Câmara de querer “sabotar o próprio país”.

Embora não tenha citado o nome do deputado, as mensagens foram interpretadas nos corredores do Congresso como indiretas à Maia, que protagonizou diversos embates com o presidente no ano passado.

“Não é fácil reconstruir um país destruído ao longo de décadas, ainda mais quando quem deveria ter trabalhado ao nosso lado para levar adiante o projeto escolhido nas urnas em 2018 decidiu, de forma egoísta, sabotar o próprio país e o próprio povo, mesmo em meio a uma pandemia”, afirmou Bolsonaro em uma das publicações.

A vitória de Arthur Lira (Progressistas-AL) para comandar a Câmara dos Deputados , é visto como um desafogo para o Governo Federal , que apoiou diretamente o então candidato e ofereceu verba extra para os parlamentares que votassem nele . O deputado alagoano venceu o candidato de Rodrigo Maia, Baleia Rossi (MDB-SP) , com 302 votos, contra 145 do adversário.

Você viu?

Em outra publicação, em sinalização as eleições dos novos comandantes do Congresso Nacional, Bolsonaro afirmou que se inicia um “novo capítulo” e considerou as vitórias de Lira e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) no Senado , como “momento histórico”. No Twitter, o presidente ressaltou acreditar que “deixará um legado no país”.

“Hoje, iniciamos um novo capítulo e temos uma nova oportunidade de trabalhar em conjunto pelo Brasil; colocando o país, e não mais interesses pessoais”, escreveu o presidente.

“Cabe a nós a consciência do momento histórico. Não existe nada mais gratificante para um homem do que servir a pátria e deixar um legado para as próximas gerações”, concluiu.

Até o fechamento desta reportagem, o deputado Rodrigo Maia não respondeu sobre as acusações de Bolsonaro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários