Dilma e Lula em Cuba prestando homenagens a Fidel Castro, que faleceu em 25 de novembro de 2016
Breno Fortes CB/D/A.Prees
Dilma e Lula em Cuba prestando homenagens a Fidel Castro, que faleceu em 25 de novembro de 2016

O ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva (PT) viajou neste sábado (19) a Cuba, onde passará o Natal e o Ano Novo. O motivo da viagem é a participação de Lula em um documentário do norte-americano Oliver Stone sobre a América Latina. A informação é do Granma, jornal oficial do Partido Comunista Cubano.

Lula será personagem central do longa-metragem e, para sair do Brasil, sua defesa enviou comunicado à Justiça informando sobre a viagem - embora ele não precise de autorização judicial para viajar -, a terceira do ex-presidente para fora do país desde que ele foi solto, em 8 de novembro de 2019. Seu retorno ao Brasil está previsto para o início de janeiro. 

Antes da ida a Cuba , Lula viajou ao Vaticano, em fevereiro deste ano, onde conheceu o Papa Francisco , e depois a Europa , em março.

O documentário estrelado por Lula terá como abordagem as crises democráticas da América Latina. O produtor, Oliver Stone , já esteve em Cuba em 2002 e por lá gravou "Comandante", um documentário sobre Fidel Castro , líder revolucionário do país caribenho que faleceu em 2016 e tinha relação próxima com o ex-presidente Lula, que já foi a Cuba em outras ocasiões, inclusive como presidente da República.

    Leia tudo sobre: lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários