Carlos Moisés, do PSL.
Reprodução
Carlos Moisés, do PSL.

Nesta sexta-feira (27), o governador afastado de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL) , foi absolvido do crime de responsabilidade . Foram seis votos a três no Tribunal Especial Misto do julgamento de impeachment . Houve uma abstenção.

Carlos Moisés era acusado de crime de responsabilidade por conceder aumento salarial aos procuradores do Estado. 

O julgamento ocorreu no plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) , em Florianópolis.

Votaram contra o impeachment os desembargadores Cláudia Lambert, Rubens Schulz, Sérgio Rizelo e Carlos Alberto Civinski e os deputados Laércio Schuster (PSB) e Maurício Eskudlark (PL). O desembargador Luiz Felipe Siegert Schuch e os deputados Kennedy Nunes e Sargento Lima (PSL) foram a favor do impeachment.

governador afastado poderá voltar ao comando de Santa Catarina na próxima segunda-feira (30). Apesar disso, há ainda um segundo processo de impeachment contra Moisés, que não possui data para ser julgado.

Carlos Moisés é alvo de investigação por crime de responsabilidade decorrente da compra antecipada de 200 respiradores artificiais que custaram R$ 33 milhões de reais aos cofres públicos. Eles foram pagos, mas nem todos foram entregues. Além disso, são investigadas possíveis irregularidades na contratação de um hospital de campanha.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários