Salles
Jorge William / Agência O Globo
Após apoio de Maia e Alcolumbre a Ramos, Salles fala em assunto encerrado

Depois de chamar o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, de “Maria Fofoca”, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, não pretende seguir com a polêmica, após Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre o criticarem publicamente pela postura.

Ao assistir, neste sábado, às reações do presidente da Câmara e do Senado, Salles optou por não contra-atacar e prolongar o assunto. "Para mim, este assunto está encerrado”, disse Salles ao jornal 'O Estado de S. Paulo'.

A decisão de Salles de não alimentar mais o confronto veio de uma indicação do próprio presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), que não reprovou o gesto do titular do Meio Ambiente, mas não tem interesse em prolongar a crise.

Neste sábado, mais cedo, pelas redes sociais, Maia e Alcolumbre resolveram se colocar do lado de Ramos na disputa contra Salles.

Maia disse que “o ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo”. Já Alcolumbre disse que "não é saudável que um ministro ofenda publicamente outro ministro. Isto só apequena o governo e faz mal ao Brasil".

Ramos e Salles protagonizam o mais recente atrito dentro do governo, que já ocorria nos bastidores e foi tornou-se público nesta semana após Salles usar as redes sociais para se posicionar contra Ramos.



    Veja Também

      Mostrar mais