Paes
Agência Brasil
Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes


O ex-prefeito do Rio de Janeiro e atual candidato à Prefeitura, Eduardo Paes (DEM), aproveita a crise do rival Marcelo Crivella (Republicanos) para atrair apoio. O escândalo do esquema "Guardiões do Crivella" fez com que Paes decidisse por adiar a escolha do vice para que legendas mais próximas do Crivella fechem com ele trazendo mais apoio e recursos do fundo eleitoral.


O Prefeito Marcelo Crivella conseguiu barrar na noite de ontem (4) mais um processo de impeachment na Câmara Muncipal,  apesar do placar apertado de (25 x 23). Porém, o atual prefeito é investigado criminalmente no Ministério Público do Rio, e na esfera eleitoral, por causa do caso guardiões.

Paes aguarda a repercussão do caso para definir o seu futuro. A convenção do DEM confirmou a sua candidatura na última quarta-feira (2), mas o candidato opta pelo mistério em relação ao vice. Até o momento Paes tem aliança formada com três partidos: O Cidadania,o Avante e o PV (Partido Verde). Mas segue negociando com o PSDB e o PSL , que possuem pré-candidaturas próprias mas que estão dispostas a abandoná-las dependendo dos rumos da negociação.

O Progressistas (PP) também peseguido por Paes. O partido forma a base do governo Crivella com 6 vereadores, mas o partido está rachado e uma ala defende a aproximação com Paes.

    Veja Também

      Mostrar mais