Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
Bolsonaro tenta resolver impasses.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está cogitando dar a liderança do governo na Câmara dos Deputados para um representante do centrão. A medida está sendo estudada e pode ser adotada para resolver conflitos entre o ministro Luiz Eduardo Ramos, principal articulador político, e nomes do centrão.

Os partidos do centrão, que negociaram com Ramos para garantir votos no Congresso estão insatisfeitos com o ministro. Eles desconfiam do ministro e o acusam de não honrar acordos. Com essa mudança, Bolsonaro conseguiria amenizar as tensões entre as duas partes.

Caso as mudanças sejam confirmadas, Vitor Hugo (PSL-GO), que possui um relacionamento conturbado com Ramos e o centrão, seria realocado para a presidência de alguma comissão na Casa.

O nome do deputado Ricardo Barros (PP-PR), que é ex-ministro da Saúde do governo de Michel Temer, é um dos cotados para assumir a liderança.

    Veja Também

      Mostrar mais