Marco Aurélio
Carlos Moura/SCO/STF
Marco Aurélio também disse que espera que o novo presidente do Supremo, Luiz Fux, "busque discrição".

O ministro Marco Aurélio Mello , do Supremo Tribunal Federal (STF) disse que, durante a presidência de Dias Toffoli , a corte foi colocada “na vitrine” e exposta a ataques. A declaração foi dada ao jornal O Globo .

Ao comentar o que espera da gestão de Luiz Fux , que assumirá a presidência do STF em setembro, Marco Aurelio disse que espera que o novo presidente busque discrição.

“Espero que se busque, acima de tudo, tirar o Supremo da vitrine. Quando se está na vitrine, o estilingue funciona. Temos que voltar a uma introspecção maior”, afirmou Marco Aurelio ao jornal.

O ministro também disse que Toffoli se excedeu em temas que não se relacionavam ao STF, gerando atritos com outras partes, como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Entretanto, Marco Aurélio reconhece que temas tratados pelo Supremo contribuíram para isso.

"No afã de relacionar-se, ele acabou colocando o tribunal na vitrine. E nós também tivemos que enfrentar matérias controvertidas, o que contribuiu para este quadro, não é?", indagou.

A partir do dia 10 de setembro, Toffoli deixa a presidência do STF e Luiz Fux assumirá o posto. Ele ficará no cargo até 2022. Nesse biênio, a ministra Rosa Weber será sua vice.

    Veja Também

      Mostrar mais