Ministro da Educação Abraham Weintraub
Claudio Reis / FramePhoto / Agência O Globo - 29.7.19
Ministro da Educação, Abraham Weintraub

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia votou, nesta segunda-feira (15), contra o pedido de habeas corpus para o ministro da Educação , Abraham Weintraub. Dessa forma, a ministra é a favor de mantê-lo entre os investigados pelo  inquérito do STF sobre fake news e ataques contra a corte.

Leia também

O pedido de habeas corpus para Weintraub já teve dois votos, ambos contra, do total de 11. Cármen Lúcia e o ministro Edson Fachin votaram a favor de mantê-lo no inquérito. Os outros nove ministros do STF precisam se manifestar até a sexta-feira (19)

Weintraub é investigado no inquérito pelas falas que fez contra a cort e durante a reunião ministerial de 22 de abril, na qual afirmou que "eu, por mim, colocava todos os vagabundos na cadeia, começando pelo STF

O ministro da Justiça, André Mendonça, realizou um pedido de habeas corpus para Weintraub na investigação. A solicitação tem o ministro Edson Fachin como seu relator e está sendo votada pelos ministros do STF. 


    Veja Também

      Mostrar mais