300 do Brasil
Reprodução/Instagram
300 do Brasil é um grupo extremista de direita que, segundo os próprios integrantes, teria armas

O grupo armado de extrema direita 300 soltou fogos de artifício próximo à sede da Polícia Federal nesta segunda-feira (15) após sua líder, a  militante bolsonarista  Sara Winter, ser presa nesta manhã.

Leia também:

Menos de 20 pessoas participaram da ação, segurando faixas com os dizeres " 300 do Brasil " e "Sara Livre". 

Além de Sara Winter , outros cinco membros do grupo também foram presos nesta manhã por pedido do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news.

Neste sábado (13), manifestantes a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e contra o STF também dispararam fogos em direção ao prédio da corte . O ato foi visto como antidemocrático e repudiado pelo Supremo. O protesto será investigado pelo Ministério Público Federal .

Veja vídeo que mostra a ação desta segunda-feira do 300 do Brasil



    Veja Também

      Mostrar mais