300
Reprodução/Instagram
Grupo, que contava com a presença da ativista Sara Winter, usava máscaras e carregava tochas

Na madrugada deste domingo (31), o grupo autointitulado "300 do Brasil", que apoia o presidente Jair Bolsonaro e conta com a participação da ativista Sara Winter , fez um protesto em frente ao STF. Entoando palavras de ordem, eles atacaram a instituição e fizeram referências diretas ao ministro Alexandre de Moraes , responsável pela investigação da PF contra as fake news e que tem a própria Winter como um dos principais alvos.

Leia também: Bolsonaro ataca imprensa e fala em "negociar bilhões" para acabar com fake news

Nas imagens, que foram compartilhadas pelo grupo " 300 do Brasil " e por Winter nas redes sociais, eles gritavam “viemos cobrar, o STF não vai nos calar" e "Careca togado, Alexandre descarado" enquanto realizavam uma performance ao som de uma música. As frases eram intercaladas por gritos de "ahu", expressão que remete ao filme 300, que dá nome ao grupo e conta a história de soldados espartanos.

O grupo, que está acampado na Esplanada dos Ministérios, é investigado pela Procuradoria-Geral da República por suposta "formação de mílicia", apontada em denúncia de partidos da oposição. Entre os membros, há muitos defensores do fechamento do Congresso e do STF , além do ódio compartilhado pela "esquerda" do Brasil.

Leia também: Madrugada de fúria: protestos nos EUA deixam mortos e rastro de destruição

Na postagem, Sara Winter definiu o ministro Alexandre de Moraes como alvo principal e o chamou de "Deus do Olimpo", afirmando que ele particou atos de "atrocidade com violação à integridade física, dignidade, liberdade de expressão, liberdade individual, privacidade, intimidade, segurança, reunião pacífica sem armas em locais abertos e públicos, trabalho lícito, principalmente de jornalistas investigativos e cidadãos de bem em busca da verdade, e direito à propriedade com invasão domiciliar com apreensão de instrumentos de trabalho".

View this post on Instagram

AÇÃO CONTRA ALEXANDRE DE MORAES Em função de todas atrocidades praticadas pelo Deus do Olimpo, ALEXANDRE DE MIRAES, com violação à integridade física, dignidade, liberdade de expressão, liberdade individual, privacidade, intimidade, segurança, reunião pacífica sem armas em locais abertos e públicos, trabalho lícito, principalmente de jornalistas investigativos e cidadãos de bem em busca da verdade, e direito à propriedade com invasão domiciliar com apreensão de instrumentos de trabalho, o ACAMPAMENTO OS 300, liderado pela ativista conservadora Sara Winter e apoiadora do presidente Bolsonaro, nos reunimos HOJE à partir das 23:00 hs, em frente ao Soviético Tribunal Federal, vulgo STF. Diferentemente dos Black blocks e ANTIFA de Guilherme Boulos, com guerrilha armada, treinada e preparada para matar, depredar patrimônios públicos e culturais, e gerar o caos por onde passa --- o ACAMPAMENTO OS 300 apenas mostra que veio para ficar e defender a soberania da nossa pátria amada, óh mãe gentil, e apoiar DE GRAÇA o presidente Bolsonaro. NINGUÉM NOS CALARÁ!

A post shared by Sara Winter (@_sarawinter) on

"Diferentemente dos Black blocks e ANTIFA de Guilherme Boulos, com guerrilha armada, treinada e preparada para matar, depredar patrimônios públicos e culturais, e gerar o caos por onde passa --- o ACAMPAMENTO OS 300 apenas mostra que veio para ficar e defender a soberania da nossa pátria amada, óh mãe gentil, e apoiar DE GRAÇA o presidente Bolsonaro . NINGUÉM NOS CALARÁ!", finalizou Winter.

    Veja Também

      Mostrar mais