Eduardo Braga é líder do MDB no Senado
Beto Barata/Agência Senado
Eduardo Braga é líder do MDB no Senado


O Planalto deve ganhar aliados importantes em seu desejo de definir a Lei Orçamentária de 2020. Líder do MDB no Senado, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) informou o presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP) que vai se aliar ao grupo Muda Senado na ideia de apoiar os vetos de Bolsonaro no tema. A informação é do jornalista Tales Faria, do UOL .

Leia também: Com 21 membros, grupo "Muda Senado" ganha força e pode pressionar Alcolumbre

O MDB é o maior partido do Senado, com 14 senadores. Desses, 11 devem seguir a orientação partidária de apoiar os vetos de Bolsonaro. Assim, seriam o grupo Muda Senado, que já tem 22 integrantes, conseguiria 33 apoiadores no tema, número suficiente para pressionar o presidente Davi Alcolumbre a colocar a proposta em votação.

Davi Alcolumbre busca, junto com Rodrigo Maia, presidente da Câmara, um acordo com o Planalto para colocar os vetos em votação somente depois que o presidente deixar de apoiar os protestos do dia 15 de março contra o Congresso Nacional.

Você viu?

Leia também: Bolsonaro diz não ter "jogado" população contra Congresso

A votação pode acontecer nesta terça-feira (3), mas os presidentes da Câmara e do Senado querem buscar apoio dos líderes para empurrar a votação para mais próximo do dia 15. Os defensores do veto acreditam que, votados e aprovados os vetos, as manifestações serão esvaziadas.

Na proposta do relator da Lei Orçamentária, deputado Domingos Neto (PSD-CE), R$ 31 bilhões seriam liberados em emendas aos parlamentares. Jair Bolsonaro colocou um veto ao tema, propondo que caiba ao Planalto a definição e como a verba será investida no ano. 

Leia também: Jorge Kajuru usa tribuna do Senado para dizer que é boicotado por Alcolumbre 

Para conseguir vetar, o governo Bolsonaro conta com o apoio de senadores, já que na Câmara, a proposta do relator Domingos Neto deve ser aprovada. Daí a articulação junto ao MDB . Um dos "caciques" do partido no Senado, Renan Calheiros (MDB-AL) declarou publicamente ser a favor do veto presidencial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários