Tamanho do texto

Presidente vê como acertada decisão de OEA sobre revisão de contagem de votos dos bolivianos e destaca sua preocupação com depredações no Chile

Bolsonaro arrow-options
Clauber Cleber Caetano/PR
Presidente está realizando giro por países asiáticos

Durante sua viagem aos Emirados Árabes , o  presidente Jair Bolsonaro comentou a situação política dos países da América Latina. Bolsonaro demonstrou não estar convencido da vitória de Evo Morales na eleição para presidência da Bolívia. Para o presidente brasileiro, a Organização dos Estados Americanos (OEA) acertou em pedir uma revisão na contagem dos votos.

Leia também: Chuva forte transforma ruas em rios de granizo em Minas Gerais; assista

"Estamos acompanhando. No meu entender OEA tomou decisão acertada pedindo revisão da recontagem dos votos. Queremos que Bolívia permaneça país amigo nosso, temos negócios com eles, em especial do gás, mas não abrimos mão da questão democrática", afirmou Bolsonaro

No sábado, o presidente reeleito  Evo Morales  convidou os ministros das Relações Exteriores de países que apresentaram preocupações com os resultados das eleições na Bolívia a participarem da auditoria que deverá ser realizada pela  OEA .   Ele também prometeu a realização de um segundo turno se alguma fraude for comprovada.

Bolsonaro voltou a falar sobre as manifestações que ocorrem no Chile . De acordo como presidente, a depredação do patrimônio chileno “preocupa a todos”. 

"(Esta é uma) Questão interna. Tenho bom relacionamento com Piñera , espero que lá tudo seja resolvido. Mas, logicamente, o que aconteceu num primeiro ano, com depredação do patrimônio, preocupa a todos nós", afirmou.

Leia também: Brasil pode ser o próximo? Entenda o que de fato acontece no Chile

Em resposta à grande marcha que tomou as ruas do Chile na sexta-feira  e reuniu 1,2 milhão de pessoas, o presidente Sebastián Piñera pediu aos ministros, no sábado, que coloquem seus cargos à disposição e anunciou o fim do estado de exceção no domingo.

Na sexta-feira, em Pequim , o presidente classificou os protestos dos chilenos como “ atos terroristas ”. As manifestações começaram na semana passada e já deixaram 19 mortos e 535 feridos. Na ocasião, Bolsonaro afirmou que as tropas brasileiras têm de estar preparadas para fazer a manutenção da lei e da ordem no Brasil.

Cinco minutos de fala em fórum de negócios

presidente teve cinco minutos de fala no seminário “Criando negócios e oportunidades entre Brasil e Emirados Árabes e pontes com a Ásia”. O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, o vice-ministro da Defesa, Almir Garnier dos Santos, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o chanceler Ernesto Araujo também foram palestrantes.

Leia também: Covas pode ter Russomano como vice para prefeitura de São Paulo

Na plateia, representantes de 111 empresas, em evento organizado pela Apex. Bolsonaro hoje se encontra oficialmente, no Palácio de governo, onde se reunirá com o xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyn, príncipe herdeiro de Abu Dhabi . No encontro, serão anunciados dois acordos bilaterais.

Na noite de sábado, o presidente Jair Bolsonaro saiu para tomar sorvete e beber refrigerante em um shopping próximo ao Emirates Palace, onde ele está hospedado.