Tamanho do texto

Governador paulista lembrou que o ex-presidente Lula usava o mesmo tom antes de ele ganhar a eleição à prefeitura paulistana: "De eleição eu entendo"

BolsoDoria arrow-options
Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
Doria reage à declaração de Bolsonaro de que ele é uma 'ejaculação precoce'

Em tom de ironia, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reagiu à declaração do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de que o tucano é uma "ejaculação precoce", referindo-se à
sua intenção de disputar a eleição presidencial, em 2022. Doria disse que entende de eleição, nesta quarta-feira (4).

Leia também: Brasil não ficará passivo frente a ameaças contra Amazônia, diz Bolsonaro

"O Lula também falava isso em 2016 e eu ganhei a eleição no primeiro turno. De eleição eu entendo. Tenho acumulado vitórias que podem ser bem avaliadas", afirmou Doria , num
evento em que anunciou um socorro financeiro de R$ 550 milhões à prefeitura de São Paulo, administrada por Bruno Covas (PSDB), tido como pré-candidato à reeleição à prefeitura
no ano que vem.

Já faz algumas semanas que Doria e Bolsonaro não escondem que a relação entre eles piora com o passar do tempo. Recentemente, o presidente chegou a dizer que Doria "mamou nas
tetas" do governo ao financiar, com dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ( BNDES ), seu jato particular. Doria reagiu imediatamente. "Não precisei
mamar em teta nenhuma", disse.

A estremecida relação entre o presidente e o governador ganhou destaque nas redes sociais de Bia Doria, primeira-dama do Estado. Em sua conta no Instagram, Bia reagiu à
declaração de Bolsonaro , de que seu marido é uma "ejaculação precoce", numa referência à intenção do tucano de disputar a eleição presidencial de 2022.

As declarações do presidente foram dadas ao jornal Folha de São Paulo , nesta quarta-feira. Ainda na entrevista, Bolsonaro diz que tem interesse em disputação à reeleição, "se estiver bem lá".

Leia também: Moro deixa coletiva sem responder pergunta sobre troca na Polícia Federal

Ao repudiar as palavras do presidente, Bia Doria disse que o ele usa "expressões chulas" que ferem e desrespeitam a família brasileira. "Como mulher, mãe, primeira-dama do Estado de São Paulo, repudio com veemência as declarações do presidente da república, que usa expressões chulas que ferem e desrespeitam a família brasileira e a importância do cargo que ocupa".