Tamanho do texto

Pesquisa Datafolha realizada entre os dias 4 e 5 de julho e divulgada nesta segunda-feira, pelo jornal Folha de S. Paulo, aponta que o ministro da Justiça é conhecido por 94% da população e aprovado por 52% das pessoas

Sergio Moro com Jair Bolsonaro
Carolina Antunes/PR
Sergio Moro é o ministro com melhor avaliação no governo Bolsonaro


A mais nova pesquisa do Instituto Datafolha, pubicada nesta segunda-feira (8) pelo jornal Folha De S. Paulo mostra que a avaliação do ministro da Justiça, Sérgio Moro, piorou após os vazamentos de conversas com procuradores da Operação Lava Jato. Ainda assim, o ex-juiz é o mais conhecido e o mais aprovado no governo de Jair Bolsonaro.

Leia também: Moro pede afastamento do cargo de ministro por "motivos pessoais"

De acordo com o Datafolha, Moro faz um trabalho ótimo ou bom para 52% das pessoas. 20% acham regular e outros 20% acreditam que a gestão é péssima. Outras % disseram não conhecer o ministro e 2% não sabem responder.

Há três meses, o mesmo instituto divulgou que Moro era aprovado por 59% da população, ou seja, teve uma queda de sete pontos percentuais.

Leia também: Entre os mais ricos, aprovação de Bolsonaro salta 11 pontos e chega a 52%

Além de Sérgio Moro, outros seis ministros foram avaliados na pesquisa : Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Damares Alves (Direitos Humanos e Mulher), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Abraham Weintraub (Educação) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

Em meio às discussões para a reforma da Previdência, Paulo Guedes faz uma gestão ótima ou boa para 31% da população. 24% avaliam como regular e 16% como ruim ou péssimo. 23% não conhecem o ministro da Economia e 5% não sabem opinar.

Leia também: Aprovação do governo Bolsonaro atinge 33% e é a pior desde Collor, diz Datafolha

Única representante mulher na pesquisa, Damares Alves não é conhecida por 46% dos brasileiros. A ministra tem aprovação de 22%, enquanto 14% acham regular e outros 15% acham péssima.

Onyx Lorenzoni não é reconhecido por 53% dos brasileiros. 17% enxergam sua gestão como ótima ou boa; outros 16% afirmam que ela é regular; e 10% como péssima. Outros 4% não sabem avaliar.

Principal nome do Brasil nas negociações internacionais, Ernesto Araújo é desconhecido para 63% dos entrevistados. Sua aprovação é de 15%, enquanto 11% o vêem como regular. O ministro é péssimo para 6% e 4% não sabem opinar.

Ricardo Salles é desconhecido para 58% dos brasileiros. Para 15%, ele é regular e outros 14% aprovam o seu trabalho na frente da pasta de Meio Ambiente. O ministro é visto como ruim ou péssimo por 9% dos entrevistados. Outros 4% não sabem.

A maior rejeição entre os ministros englobados na pesquisa é de Abraham Weintraub. O dono da pasta de Educação é desconhecido por 69% dos brasileiros, aprovado por 9%, mesmo percentual de pessoas que o enxergam como regular. 11% acham ruim ou péssimo e 2% não sabem opinar.

A pesquisa foi divulgada no mesmo dia que Sergio Moro pediu licença do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública alegando problemas pessoais. O ex-juiz, que julgava os casos da Operação Lava Jato, é alvo de publicações do site The Intercept Brasil, que trazem vazamentos de conversas pelo aplicativo Telegram entre o atula ministro e procuradores da força-tarefa da Lava Jato.