Tamanho do texto

Os depoimentos deles estão marcados para as 14h; parte dos filhos - oito deles - foram intimados pela polícia na casa da família, em Niterói, no Rio

Flordelis
Fernando Frazão/Agência Brasil
Em entrevista, deputada Flordelis afirmou que justiça precisa ser feita

Onze filhos da deputada federal Flordelis dos Santos Souza serão ouvidos na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, responsável pela investigação da morte do pastor Anderson do Carmo, na tarde desta sexta-feira. Os depoimentos estão marcados para as 14h. Parte dos filhos - oito deles - foram intimados pela polícia na casa da família, em Pendotiba, Niterói, nessa quinta-feira. Será a primeira vez que todos eles serão ouvidos pela DH.

Leia também: Flordelis recebeu profecia da morte de pastor, mas desdenhou: "Profetiza do cão"

Nessa quinta-feira, ao chegar na casa da deputada Flordelis para intimar os filhos dela, os policiais também tinham a intenção de apreender o carro de Anderson. Como não havia mandado de busca e apreensão, o veículo não foi levado. Um dos advogados da pastora acompanhou a ação dos policiais.

O veículo que seria levado pelos policiais era o mesmo que Anderson usava no dia do crime. Ele chegou em casa no carro, acompanhado de Flordelis. O veículo ficou com perfurações de tiros.

Leia também: Polícia vai à casa de Flordelis para fazer perícia em carro de pastor

O pastor Anderson do Carmo, marido da deputada Flordelis, foi morto na madrugada do último dia 16, na casa da família, em Pendotiba, Niterói. Dois filhos de Florelis - um biológico, fruto de outro relacionamento, e outro adotado - estão presos sob suspeita de terem participação no crime.

Nessa quinta-feira, um dos filhos adotivos de Flordelis e Anderson anunciou que está deixando a igreja fundada por seus pais. Luan Santos, filho adotivo do casal, postou em suas redes sociais sua saída do Ministério Flordelis. O rapaz, que é pastor , diz no texto que não consegue prosseguir na igreja após a morte de Anderson . Luan também pede, na postagem, para que todos rezem para que a verdade apareça.

Leia também: Investigação ouve irmã de pastor morto; advogado volta a criticar Flordelis

"Peço a todos que orem para que a VERDADE apareça e que a JUSTIÇA seja feita tanto do céu como da terra , e contudo , nunca se esqueçam que o nosso alvo é CRISTO", escreveu Luan em sua postagem sobre o caso Flordelis .