Tamanho do texto

Informação foi divulgada durante depoimento de um dos filhos da deputada, o que sugere que o assassinato pode ser uma trama macabra em família

Deputada Flordelis
Reprodução
Marido da deputada Flordelis, Anderson do Carmo foi executado dentro de casa em Niterói

Depoimento de outro filho da  pastora e deputada federal Flordelis (PSD-RJ) mudou o rumo das investigações sobre a morte do pastor Anderson dos Santos, marido de Flordelis, assassinado no domingo à noite na casa da família, em Pendotiba, Niterói.

Leia também: Filho de Anderson do Carmo confessa ter mandado matar o pai, marido de Flordelis

O depoimento sugere que o assassinato pode ser uma trama macabra em família envolvendo não apenas Flávio e Lucas dos Santos (filhos biológico e adotivo do casal), mas outras três irmãs e a própria Flordelis .

Segundo o RJ TV 2ª edição, um dos filhos , que não teve a identidade revelada, ouvidos pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) afirmou que não ouviu barulho de carro ou moto em fuga. Flordelis havia dito que viu duas motos seguindo o carro e que, depois de o casal entrar em casa, Anderson voltou para buscar algo no carro. O filho ainda relatou que encontrou Flávio ao lado de Anderson, que estava caído no chão.

Ele afirma que sua namorada entregou o celular de Anderson para Flordelis. A informação é importante porque a polícia requisitou o celular da deputada e do marido assassinado.

O filho incrimina Flordelis e três irmãs. Segundo RJ2, o filho afirmou que Flordelis e três irmãs já colocaram remédios na comida de Anderson, o que seria a causa de sua saúde comprometida. Segundo o depoimento, o pastor, em fevereiro, mostrou ameaça de morte que recebeu por mensagem.

No depoimento, o filho afirmou que Lucas recebeu proposta de uma das irmãs para matar Anderson. Flordelis, segundo ele, disse a um dos filhos que a hora do pai estava chegando.

Leia também: Arma achada no quarto do filho de Flordelis foi usada para matar pastor

Além dessas revelações, o filho acredita que Flordelis e as três irmãs estão envolvidas no assassinato e que o comportamento desesperado da deputada e dos filhos citados no enterro do pastor seria um teatro.

Procurada, a deputada Flordelis afirmou por meio da assessoria que não irá se pronunciar sobre o assunto.