Anderson do Carmo, marido de Flordelis, foi executado
Reprodução
Anderson do Carmo, marido de Flordelis, foi executado

Em uma acareação realizada na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), envolvendo Lucas dos Santos, 18 anos, e Flávio dos Santos Rodrigues, 38, o irmão mais velho confessou ter mandado matar o pai, o pastor Anderson do Carmo , casado com a deputada federal Flordelis , segundo a polícia.

A Justiça já aceitou o pedido de prisão temporária de 30 dias dos dois pelo assassinato de Anderson do Carmo . O pedido foi feito pela delegada Bárbara Lomba, no plantão judiciário, nesta quinta-feira.

Os agentes ainda seguem investigando, já que há pontos contraditórios no depoimento de Flávio, mas o caso está perto de ser concluído. A motivação seria briga por dinheiro, diferente da versão de crime passional surgida depois. Fontes alegam que Anderson era controlador em relação ao patrimônio da família.

Leia também: Arma achada no quarto do filho de Flordelis foi usada para matar pastor

Marcello Ramalho, novo advogado de defesa da família, disse que irá à DHNSGI, ainda na tarde desta quinta-feira, para se inteirar do andamento das investigações. "Estamos entrando na causa e estamos nos inteirando da forma como estão sendo conduzidos o inquérito e a investigação. Eu vou à delegacia pegar mais detalhes".

Você viu?

Questionado sobre a deputada, Ramalho afirmou que ela está "evidentemente arrasada e quer a punição das pessoas envolvidas no crime, sejam elas quem forem".

Advogada deixa o caso

A advogada Luciene Diniz Suzuki deixou a defesa dos filhos da deputada federal Flordelis, na noite da última terça-feira, após o jornal O DIA divulgar que Lucas dos Santos havia confessado participação do assassinato do pai, o pastor Anderson.

A informação foi confirmada pela própria Luciene na tarde desta quinta-feira. "Fazia assessoria jurídica do Anderson, da Flordelis, de toda a família e das igrejas há dez anos. E, por tal motivo, estava acompanhando o inquérito desde o início". 

Leia também: Witzel lamenta morte do pastor Anderson do Carmo e promete rigor na investigação

A empresa que fazia a assessoria de imprensa de Flordelis também parou de assessorar a família. "Por dificuldades de agenda profissional a partir de hoje, dia 20, deixamos de representar a Deputada Federal Flordelis na relação dela com a imprensa", diz a nota enviada à imprensa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários