Tamanho do texto

Para o senador do PSB, o ministro do Supremo Tribunal Federal é "sócio" do ex-governador do Paraná Beto Richa e do deputado federal Aécio Neves

Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: 'bandido e canalha'
Agência Senado
Senador Jorge Kajuru bateu de frente com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal: 'bandido e canalha'

O senador Jorge Kajuru (PSB) chamou o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de "bandido", "corrupto" e "canalha". A declaração do parlamentar, que é nacionalmente conhecido por sua carreira como jornalista esportivo, foi gravada em vídeo e vem viralizando nas redes sociais nesta terça-feira (19).

Leia também: Dodge arquiva ação da Lava Jato contra atuação de Gilmar no caso Paulo Preto

"A CPI da Toga vai lhe convocar e você vai ser o primeiro", afirmou Kajuru , depois de xingar o ministro do STF. O parlamentar ainda aproveitou o momento para questionar a respeito do patrimônio de Gilmar Mendes, insinuando um esquema de venda de sentenças.

"Nós queremos saber como você tem R$ 20 bilhões de patrimônio. De onde você tirou esse patrimônio? De Mega Sena? De herança de quem, senhor Gilmar Mendes ? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha", diz o senador.

Leia também: Lava Jato aponta que Aloysio "atuou" com Gilmar a favor de ex-diretor da Dersa

As declarações do senador foram dadas durante uma entrevista aberta à Rádio Bandeirantes , que foi registrada em vídeo por apoiadores do parlamentar. Esses apoiadores, inclusive, inflamam o discurso do senador.

"Fala sobre Portugal", diz uma das pessoas que acompanha a entrevista e assim o faz o parlamentar. "Ele viaja 12 vezes por mês a Portugal com o dinheiro de vocês. Vocês pagam a passagem aérea dele em primeira classe", disse. "Tem vários imóveis lá", completa.

Por fim, indagado sobre a soltura do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e a respeito do salvo conduto dado por Gilmar ao tucano, ele respondeu: "Beto Richa é sócio dele". O senador também acusa o ministro do Supremo de ser "sócio" do deputado federal Aécio Neves (PSDB) e do ex-governador de Goiás Marconi Perillo (também do PSDB).

Leia também: Gilmar concede novo salvo-conduto à família do ex-governador Beto Richa

"Beto Richa é sócio dele, Aécio Neves é sócio dele, o Marconi Pirillo é sócio dele", acusa Kajuru . As declarações viralizam um dia depois do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, sinalizar, em entrevista ao Roda Viva da TV Cultura desta segunda (18), que vai barrar o chamado Lava Toga.