Tamanho do texto

Prefeito de São Paulo viajava à Europa neste fim de semana e planejava se ausentar do cargo até sexta por "motivos pessoais"; agora, ele volta amanhã

Devido às chuvas que atingiram a capital paulista entre ontem e hoje, o prefeito Bruno Covas cancelou sua licença
Reprodução/TV Globo
Devido às chuvas que atingiram a capital paulista entre ontem e hoje, o prefeito Bruno Covas cancelou sua licença

O prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), estava gozando de uma breve licença não-remunerada na noite deste domingo (10) e na madrugada desta segunda-feira (11), quando uma forte chuva atingiu a cidade e outros municípios da Grande São Paulo — causando pelo menos 11 mortes e uma série de alagamentos. Em decorrência dos recentes acontecimentos, o tucano optou então por suspender tal licença e retornar a São Paulo.

Leia também: "É questão de física", diz Covas sobre enchente que já dura 7 dias na zona leste

De acordo com nota divulgada pela prefeitura da capital paulista, Bruno Covas determinou "a criação do comitê de crise", acompanhou "todas as ações dos secretários municipais para diminuir o impacto causado pelas chuvas" e vai reassumir o cargo de prefeito da cidade nesta terça-feira (12). 

O prefeito havia solicitado a licença de uma semana para tratar de assuntos pessoais. Neste domingo, ele estava em uma viagem à Europa, quando soube do temporal que atingiu São Paulo. De acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo , Covas embarcou em um voo rumo a Lisboa no último sábado (9).

Leia também: Doria pede que população não saia de casa nesta segunda-feira

Inicialmente, fazia parte dos planos do tucano uma ausência não-remunerada de uma semana. Ele ficaria fora até a próxima sexta-feira (15), mas não contava com um temporal tão agressivo atingindo a capital paulista. A ausência foi atribuída a "motivos pessoais" e a agenda que ele cumpriria durante essa semana não foi divulgada à imprensa.

Interinamente, a prefeitura foi assumida pelo presidente da Câmara Municipal , Eduardo Tuma (PSDB), que, hoje cedo, deu entrevista coletiva sobre os estragos causados pelas chuvas na cidade.

Com esta licença, Bruno Covas acumula duas vezes em que esteve fora da cidade na última semana. Isso porque, no feriado de Carnaval, o tucano foi para Salvador. Além do prefeito, o secretário-executivo, Gustavo Garcia Pires, também tirou uma licença por motivos pessoais. Sua ausência foi autorizada por Covas por email e deve ser cumprida entre hoje e o dia 19 de março.