Tamanho do texto

Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, confirmou previsões de viagens do presidente Jair Bolsonaro para os três países em março

Jair Bolsonaro vai se encontrar com chefes de Estado de Estados Unidos, Chile e Israel ainda este mês
Alan Santos/PR - 26.2.19
Jair Bolsonaro vai se encontrar com chefes de Estado de Estados Unidos, Chile e Israel ainda este mês

O presidente Jair Bolsonaro programou para os próximos dois meses três grandes viagens internacionais. Bolsonaro deve visitar os Estados Unidos, o Chile e Israel, onde se reunirá com os líderes dos três países.

Leia também: Netanyahu deve ser acusado de corrupção hoje por procurador-geral de Israel

Segundo o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, as viagens de Jair Bolsonaro estão confirmadas e o governo trabalha para acertar a programação. As datas das viagens devem ser divulgadas em breve.

A primeira das viagens deve ser para os Estados Unidos. Tudo indica que o presidente brasileiro vai se encontrar com o chefe de Estado americano, Donald Trump, ainda este mês. O encontro se daria entre os dias 17 e 19 de março ou de 18 a 22 de março.

Na sequência, Bolsonaro provavelmente vai para o Chile. A visita do presidente ao país sul-americano, onde vai se encontrar com Sebastián Piñera, presidente do Chile, deve se dar entre os dias 21 ou 22 e 23 de março.

Leia também: Presidente americano cita comparação com Bolsonaro: "Trump da América do Sul"

A visita à Israel vai provavelmente ficar para o próximo mês. Bolsonaro se encontraria com Bejamin Netanyahu entre os dias 31 de março e 4 de abril. Se confirmadas as datas, o encontro com o primeiro-ministro israelense vai acontecer poucos dias antes da eleição no país, marcadas para 9 de abril. Netanyahu é candidato à reeleição e, se escolhido, governará Israel pelo quarto mandato consecutivo.

O presidente brasileiro já demonstrou admiração por Donald Trump . Bolsonaro e Trump, no entanto, ainda não se encontraram pessoalmente, apenas conversaram por telefone. Os dois países estão alinhados em relação à Venezuela e ambos reconheceram Juan Guaidó como presidente-interino do país.

Admiração similar também já foi demonstrada por Bolsorano em relação ao primeiro-ministro de Israel. Netanyahu veio ao Brasil para a posse do presidente, que agora deve retribuir a visita.

A relação com o presidente chileno não é tão midiática, mas a visita a Sebastián Piñera já havia sido anunciada pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em 2018, logo após as eleições.

Desde a posse, em 1º de janeiro, Jair Bolsonaro realizou apenas uma viagem internacional. O presidente participou do Fórum Econômico Mundial, em Davos , na Suíça.

    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.