Tamanho do texto

Delegado Waldir afirma que não houve crime do ministro do Turismo e acusa governos anteriores de empregarem ministros bandidos no Planalto; veja

Líder do PSL na Câmara afirmou que
Antônio Augusto/Câmara dos Deputados
Líder do PSL na Câmara afirmou que "ministro bandido é coisa de governo de esquerda" e defendeu ministro do Turismo


Líder do PSL na Câmara, o deputado federal Delegado Waldir (PSL-GO) defendeu a permanência do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, no cargo. Antes de reunião com o presidente Jair Bolsonaro após a entrega do texto da Reforma da Previdência a Rodrigo Maia, o parlamentar afirmou que não foi cometido nenhum crime.

Leia também: Flávio Bolsonaro nega crise no PSL e diz que caso Bebianno é "página virada"

Em defesa do ministro do Turismo , Delegado Waldir atacou o governo anterior e lembrou que anteriormente ministros corruptos assumiam as pastas do Planalto.

“Ele (Marcelo Álvaro) tem que permanecer. Que crime cometeu? Nosso partido, o PSL, não tem ministro bandido como os governos de esquerda. Quem errar, vai ser punido", disse o líder do partido de Bolsonaro na Câmara.

A declaração aconteceu no mesmo dia em que deputados do PSOL fizeram um protesto na Câmara. Vestindo aventais laranja, os parlamentares arremessaram a fruta para lembrar de candidaturas laranjas do PSL.

Leia também: Suposta candidata laranja do PSL alega que doença da mãe atrapalhou a campanha

Marcelo Álvaro Antônio foi citado recentemente em reportagens do jornal Folha de S. Paulo como um dos nomes envolvidos na distribuição de dinheiro a supostas candidatas laranjas nas eleições de 2018. O ex-presidente do partido, Gustavo Bebianno acabou sendo exonerado após as denúncias.

Além de Delegado Waldir , o  presidente do PSL , Luciano Bivar, também defendeu Marcelo Álvaro Antônio. 

“O ministro é um cara corretíssimo, é um cara da maior força. O Jair deve muito, está certo, ao esforço dele, também, em conjunto com outras pessoas, com outros agentes, para a gente mudar isso tudo”, disse Bivar.

Leia também: Deputados do PSOL levam laranjas à Câmara dos Deputados em protesto contra Jair Bolsonaro

Escolhido como ministro do Turismo por Jair Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antônio foi eleito deputado federal, sendo o mais votado em Minas Gerais. Segundo denúncias da Folha, o parlamentar foi beneficiado por candidatas laranjas do PSL, que repassavam o dinheiro do fundo eleitoral para a campanha do agora ministro.