Tamanho do texto

Rodrigo Maia afirma que possíveis ruídos de comunicação são empecilho para aprovar projeto; para Doria, reformar Previdência é prioridade absoluta

Governador João Doria trata reforma da Previdência como prioridade absoluta
Divulgação/Governo de São Paulo
Governador João Doria trata reforma da Previdência como prioridade absoluta

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), reuniu-se nesta sexta-feira (8) com o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), para tratar da reforma da Previdência. O governador afirmou que tanto o governo paulista quanto o PSDB estão “absolutamente alinhados” com a proposta.

Leia também: Brasil tem "última chance" de reformar Previdência sem tirar direitos, diz Maia

Em entrevista coletiva posterior à reunião, Rodrigo Maia afirmou que o que pode atrapalhar a reforma da Previdência são ruídos de comunicação sobre a proposta. “A grande questão da Previdência não é o mérito que chega na Câmara, é como ele é interpretado por alguns setores da sociedade. O grande problema é que ele chegue ao plenário contaminado, como o projeto do presidente Michel Temer chegou."

Maia falou sobre o mérito da proposta de deve ser apresentada pelo Planalto. Segundo o deputado, “o trabalhador mais simples não deve ter nenhum prejuízo com a reforma, até porque ele já é prejudicado hoje”.

Além disso, para o deputado, quanto menor for a idade mínima para a aposentadoria, mais rígida deve ser a regra de transição. “Idade mínima menor, transição mais dura, idade mínima maior, você pode fazer uma transição um pouco menos severa. A questão é numérica. Reduz de um lado, vai ter que endurecer de outro, isso não tem jeito”, explicou Rodrigo Maia .

Leia também: Rodrigo Maia quer aprovar reforma da Previdência em até dois meses

Os dois também aproveitaram o encontro para falar sobre o projeto de lei anticrime, apresentado pelo ministro Sérgio Moro, mas João Doria afirmou ainda que a reforma da Previdência é prioridade absoluta no país, seguida pelo projeto de Moro.

Doria também divulgou que no dia 20 de fevereiro estará em Brasília para uma reunião entre os governadores, Rodrigo Maia, o presidente do Senado Davi Alcolumbre, o ministro da Economia Paulo Guedes e o secretário especial de Previdência Rogério Marinho. O governo federal deve apresentar a proposta da reforma para os governadores.

Segundo o paulista, a expectativa é de que 25 dos 27 governadores participem do encontro. Para Doria “há um sentimento bastante positivo” dos governadores em relação à Previdência. Ele afirma que depois de conhecerem a proposta, os governadores devem atuar junto às bancadas dos seus estados para aprovação da medida.

Leia também: Guedes se reúne com Maia e Alcolumbre para tratar da reforma da Previdência

Até lá, Rodrigo Maia pretende se reunir com governadores da base e da oposição. Após sua reeleição à presidência da Câmara, Rodrigo Maia assumiu um papel fundamental na articulação política da proposta da reforma da Previdência . “A Câmara me deu uma responsabilidade muito grande com a votação que eu tive. Isso me obriga a liderar grandes votações”, afirmou.