Tamanho do texto

Sem fazer referência direta a Jair Bolsonaro, o magistrado, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio, pediu respeito à “vontade da maioria”

Por meio do Twitter, sem fazer referência direta a Jair Bolsonaro, Marcelo Bretas pediu respeito à “vontade da maioria”
Fernando Frazão/Agência Brasil
Por meio do Twitter, sem fazer referência direta a Jair Bolsonaro, Marcelo Bretas pediu respeito à “vontade da maioria”

O juiz federal Marcelo Bretas , responsável pelos processos da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, afirmou nesta quarta-feira (9) que “críticas prematuras” a governos recém-eleitos “são claramente oportunistas”. Por meio do Twitter, sem fazer referência direta ao presidente Jair Bolsonaro, o magistrado pediu respeito à “vontade da maioria”.

“Alguns países estão democraticamente mudando a orientação de seus governos, de esquerda (viés mais populista) para centro-direita (viés mais técnico). Respeitemos a vontade da maioria e aguardemos o cumprimento das propostas. Críticas prematuras são claramente oportunistas”, escreveu Marcelo Bretas .


O magistrado não foi o único a recentemente mostrar otimismo para com o novo governo . Na segunda-feira (7), a esposa do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, Rosangela Wolff Moro , mandou uma mensagem a todos os brasileiros, saindo em defesa do presidente Jair Bolsonaro (PSL). "Parem de reclamar e esperem para ver a que veio esse novo governo", disse a advogada, em uma publicação que viralizou nas redes sociais.

 “O dia que todos os brasileiros se conscientizarem que somos um só povo com as mesmas preocupações, veremos um grande avanço e estaremos no caminho certo. Parem de reclamar e esperem para ver a que veio esse novo governo", escreveu a esposa do ex- juiz federal. "Redução de custos, corte de despesas desnecessárias, zero propina. Chega de mimimi. Apenas espere e assista”, afirmou.

A publicação da esposa de Moro acompanhou uma foto da bandeira brasileira e a hashtag #BolsonaroMoroGuedes, em referência ao presidente da República, ao novo ministro da Justiça e a Paulo Guedes, o ministro da Economia do governo Bolsonaro.

Leia também: Bolsonaro abranda discurso e diz que Brasil jamais recusará ajuda a imigrantes

Na foto em que pede para os brasileiros deixarem de reclamar do novo governo, Rosangela recebeu uma série de comentários. Divididos, muitos deles eram de pessoas que elogiaram a postagem da advogada. Outros fizeram críticas não só ao texto, mas também ao novo governo. O mesmo ocorreu hoje no tweet publicado por Marcelo Bretas.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.