Bolsonaro ao lado de seu ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que coordenou governo de transição
Valter Campanato/Agência Brasil - 1.1.19
Bolsonaro ao lado de seu ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que coordenou governo de transição

O novo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, apelou por um "pacto político" entre governo e oposição “por amor ao Brasil” e respeitando as diferenças de ideológicas. A declaração foi dada, na manhã desta quarta-feira (2), na  cerimônia de transmissão de cargo no Palácio do Planalto, em Brasília. 

Segundo Onyx Lorenzoni , o espaço para as disputas partidárias devem ser preservados, mas é fundamental “garantir o futuro de cada brasileiro”. O novo ministro de Bolsonaro citou a necessidade de levar adiante medidas estruturantes, como as reformas que serão negociadas com o Congresso.

A afirmação foi feita na presença do presidente Jair Bolsonaro e de três outros ministros que participavam a cerimônia de transmissão de cargo : Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência), general Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo) e o general Augusto Heleno (Segurança Institucional).

“Não é possível que a oposição não possa compreender, assim como o governo, que nós temos em alguns movimentos que serão enfrentados dentro de alguns meses a capacidade de, primeiro, olhar para o Brasil, segundo, olhar para as famílias brasileiras, terceiro, olhar para o presente das pessoas”, disse Onyx. “O diálogo será a marca deste governo.”

Leia também: "Dilma Rousseff não acreditava em inteligência", cutuca general Heleno

Você viu?

Para o ministro da Casa Civil , são legítimas as disputas políticas e o espaço delas será preservado. Porém, de acordo com ele, há disposição por parte dos integrantes do governo em dialogar com a oposição. “Precisamos ter bons ouvidos para aqueles que se opõem ao nosso governo.”

Essa é a primeira vez que o governo Bolsonaro se posiciona de maneira clara a favor de críticas e coloca em pauta o diálogo com a oposição. Antes da posse, Bolsonaro e seus apoiadores chegaram a atuar de forma intransigível àqueles que se opunham ao novo governo. 

Hoje, Onyx destacou a orientação do presidente da República para todos da equipe. “Nós sabemos que temos a responsabilidade de conduzir o Brasil. E o presidente Bolsonaro é o primeiro a sempre dizer que nós temos uma missão, que nós temos que acertar cotidianamente, que nós não podemos errar", afirmou. "E uma das formas de não errar, quem conduz o Brasil, é poder ter bons ouvidos para aqueles se opõe ao nosso governo”, declarou.

Leia também: "Brasil não será um porto seguro para criminosos", diz Moro ao assumir a Justiça

Em seu discurso, ao tomar posse da Casa Civil, Onyx Lorenzoni lembrou que o Congresso Nacional, que assume em fevereiro, reunirá 249 novos deputados e 46 novos senadores. Ele destacou ainda que aumentou o número de mulheres no Parlamento. “O desafio que nos espera é ter capacidade de dialogar, respeitar nossas divergências, mas como sempre colocar o Brasil em primeiro lugar. O pacto que queremos é o pacto pelo Brasil”, disse.

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários