Tamanho do texto

Eventos simbólicos são realizado em cada ministério, para que os ocupantes do cargo até 31 de dezembro deem lugar aos escolhidos do novo governo

Posse do novo presidente foi encerrada com foto oficial da nova equipe do governo, composta pelos ministros de Bolsonaro
Valter Campanato/Agência Brasil - 1.1.19
Posse do novo presidente foi encerrada com foto oficial da nova equipe do governo, composta pelos ministros de Bolsonaro

Assim como de costume, no dia seguinte à posse presidencial, ocorre nesta quarta-feira (2), as cerimônias de transmissão de cargos dos ministros do novo governo federal. Nessas solenidades, que são simbólicas, os ministros de Bolsonaro irão receber o cargo dos seus antecessores. 

Leia também: Bolsonaro fala em "libertar" o Brasil do socialismo e do "politicamente correto"

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participará da cerimônia de transmissão de cargo de cinco dos 22 ministros nomeados – Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência, general Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo) e general Augusto Heleno (Segurança Institucional). Os quatro ministros de Bolsonaro  são diretamente vinculado à Presidência.

Haverá solenidades praticamente durante todo o dia, a partir das 9h até as 18h. No final do dia, Bolsonaro também deve comparecer à solenidade de transmissão do cargo do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo.

Leia também: Choro de Bolsonaro e Temer nos bastidores: confira imagens que marcaram a posse

Dos 22 ministros escolhidos por Bolsonaro , apenas 17 passarão pela transmissão de cargos nesta quarta. Isso porque Wagner Rosário já é o ministro da Controladoria Geral da União, então não transmitirá o cargo. Além disso, outras três pastas não terão a solenidade hoje: Advocacia Geral da União, Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente.

Dos nomes escolhidos por Jair Bolsonaro , 21 tomaram posse ontem. Afinal, o indicado para presidir o Banco Central, que tem status de ministério, Roberto Campos Neto, ainda precisa ser sabatinado e ter sua nomeação aprovada pelo Senado.

Hoje, pela manhã, há transmissão de cargo do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações para Marcos Pontes, e da Justiça e Segurança Institucional para Sérgio Fernando Moro, além de Minas e Energia, almirante Bento Costa e Lima, e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

À tarde, as solenidades são dos ministros de Cidadania e Ação Social, Osmar Terra, da Saúde, Luiz Mandetta, da Economia, Paulo Guedes, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, além do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Leia também: Bolsonaro promete proteger a democracia e propõe "pacto nacional" em 1º discurso

No final da tarde, haverá transmissão de cargo da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Ela, junto a Tereza Cristina, são as únicas mulheres escolhidas para os cargos de ministro de Bolsonaro .

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas