Tamanho do texto

Em seu primeiro Natal atrás das grades, ex-presidente não terá direito a ceia; no protesto, são aguardadas caravanas de São Paulo, Santa Catarina e do Rio

Natal de Lula não terá ceia especial, mas manifestantes se uniram para um ato em frente à sede da PF
Joka Madruga / PT Nacional
Natal de Lula não terá ceia especial, mas manifestantes se uniram para um ato em frente à sede da PF

Preso em abril, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa, nesta segunda-feira (24), a sua primeira véspera de Natal atrás das grades. Ele está detido, desde o dia 7 de abril, em uma sala especial, na sede da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná. Nesta noite, o ex-presidente – assim como os outros detentos – não terá direito a uma ceia especial e não poderá receber visitas. Portanto, passará o feriado sozinho e com sua janta habitual: arroz, feijão, salada e carne. 

Leia também: Lava Jato teve 'ápice' com Lula preso, mas vê futuro incerto pela saída de Moro

Do lado de fora do prédio da PF, no entanto, o ex-presidente é homenageado por um ato convocado por seus apoiadores. Chamado de " Natal com Lula", o protesto começou cedo no local. De acordo com informações internas, a Vigília Lula Livre, montada desde a prisão do ex-presidente, espera que cerca de 800 pessoas passem na frente da superintendência nesta segunda.

Com uma camiseta especial para a celebração, os apoiadores do ex-presidente se manifestaram, mais uma vez, contra a prisão de Lula , alegando que o petista é vítima de uma prisão política. Uma das manifestantes chegou a levar um cartaz que comparava a luta de Jesus com a do ex-presidente. "Jesus lutou por nós. Lula também", dizia o cartaz. 

Leia também: "Burlaram o sistema para manter Lula preso", diz Gleisi sobre vaivém no STF

A vigília – que hoje completa 262 dias de existência na frente do prédio da PF – planeja ainda para esta segunda-feira um ato ecumênico e uma ceia em homenagem ao ex-presidente Lula . Mais cedo, uma peça foi lida dramaticamente pelos apoiadores do petista. 

Lula antecipou o Natal para quinta-feira

Manifestante participa do 'Natal com Lula', um ato em frente à sede da PF, em homenagem ao ex-presidente petista
Joka Madruga / PT Nacional
Manifestante participa do 'Natal com Lula', um ato em frente à sede da PF, em homenagem ao ex-presidente petista

À frente da 13ª Vara Federal de Curitiba , o então juiz federal Sergio Moro condenou Lula a 9 anos e meio de prisão, pena que foi aumentada para 12 anos e 1 mês pelos desembargadores do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4).

Leia também: Moro diz lamentar ter condenado Lula e avalia que petista "até fez coisas boas"

Do lado de dentro do prédio da PF, Lula antecipou o Natal para a última quinta-feira (20), quando recebeu a visita dos seus filhos. Na ocasião, eles lancharam juntos, simulando uma ceia natalina. Não há informações sobre as visitas que o ex-presidente receberá nesta terça-feira (25). 

    Leia tudo sobre: lula