Tamanho do texto

Artista plástica, Bia Doria atuará no Fundo Social de Solidariedade, mas será única primeira-dama desde 1967 a não assumir a presidência da entidade

Bia Doria foi anunciada hoje para atuar no Fundo Social do futuro governo de seu marido, João Doria
Divulgação/Assessoria de Imprensa de João Doria
Bia Doria foi anunciada hoje para atuar no Fundo Social do futuro governo de seu marido, João Doria

O governador eleito em São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta terça-feira (27) mais três integrantes da sua futura equipe no Palácio dos Bandeirantes . A esposa do tucano, Bia Doria, terá cargo no governo atuando no Fundo Social de Solidariedade (Fussep), a entidade oficial paulista de filantropia.

A presidência do Fussep, no entanto, foi dada a Filipe Sabará, que atuou nas gestões Doria e Bruno Covas (PSDB) como secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social na capital paulista. Desse modo, a ausência de Bia Doria  no comando do Fundo Social põe fim a uma tradição existente desde a criação do Fussep, em 1967.

Todas as 15 primeiras-damas do Estado de lá para cá presidiram a entidade. A atual detentora do posto é a pedagoga Lúcia França, esposa do atual governador Márcio França (PSB). No ano passado, quem presidia o Fundo Social era Lú Alckmin, mulher do então governador, Geraldo Alckmin (PSDB).

João Doria destacou que a ideia de ter Filipe Sabará como presidente executivo da entidade visa trazer uma "visão moderna de gestão" ao Fundo Social. Segundo o futuro governador, FIlipe terá a "responsabilidade de dar uma visão técnica, efetiva e eficiente" à entidade, enquanto Bia será presidente do conselho.

"A Bia atuou em vários programas sociais como iniciativa pessoal. [...] Ela será a presidente do conselho, uma chairwoman do Fundo Social. Ela continuará com o seu papel de mãe, continuará com o seu papel de artista plástica e com seu papel de minha esposa", disse o tucano. 

Leia também: No Brasil, autoritarismo cresce dentro das instituições democráticas, diz Haddad

Além de Bia e de Filipe, também foi anunciado hoje o nome de Lia Porto para procuradora-geral do Estado. Lia foi subprocuradora-geral da área tributária do Estado na gestão Geraldo Alckmin.

Filipe Sabará, que atuará diretamente com Bia Doria no Fussep, é idealizador do projeto Horta Social Urbana, de alimentos orgânicos dentro da cidade de São Paulo com geração de empregos para pessoas em situação de rua, conforme destacou a assessoria do futuro governador.

Leia também: Doria estuda chamar Meirelles para governo em SP: "É o secretário dos sonhos"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.