Tamanho do texto

Também conhecido como JHC, deputado do PSB-AL teve uma conversa com o presidente eleito na casa de Jair Bolsonaro, do Rio, e afirmou estar pronto para comandar a Câmara dos Deputados

João Caldas (PSB-AL) quer ser presidente da Câmara dos Deputados
Agência Câmara/Divulgação
João Caldas (PSB-AL) quer ser presidente da Câmara dos Deputados


O atual terceiro secretário da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, João Caldas, também conhecido como JHC, reuniu-se nesta segunda-feira (12) com Jair Bolsonaro. No encontro, na casa do presidente eleito, no Rio de Janeiro, o parlamentar do PSB de Alagoas conversou sobre sua candidatura à Presidência da Câmara.

Além de João Caldas , outros dois deputados eleitos em 2018 já demonstraram interesse em concorrer à presidência da Câmara:  Kim Kataguiri (DEM), um dos líderes do MBL que foi o quarto com mais votos por São Paulo; e Rodrigo Maia (DEM), que quer seguir como comandante da Casa. Ele ficou em 13º nas eleições pelo Rio de Janeiro.

“O presidente me relatou que não irá interferir diretamente na eleição da Câmara dos Deputados , apesar de ter apoio de uma bancada expressiva, com 52 deputados. Sou candidato a presidente da Câmara, vou colocar meu nome à disposição, já tenho a experiência de terceiro secretário da Câmara”, disse o parlamentar do PSB.

Segundo Caldas, o deputado que quiser presidir a Câmara precisa dialogar com todos os partidos.

“Eu tenho alguns colegas dentro do PSL. Claro que nós temos uma relação institucional suprapartidária que pode nos ajudar nessa composição. O presidente da Câmara é o presidente da instituição. Ele precisa atuar como magistrado, definindo as pautas prioritárias para o Brasil. Então acredito que temos que fazer esse pacto de convergência suprapartidária para o país”, finalizou.

O curioso é que Jair Bolsonaro se reuniu com João Caldas justamente na mesma semana em que tinha agendadas reuniões com Rodrigo Maia e com o atual presidente do Senado , Eunício Oliveira. Ambas foram canceladas e os motivos ainda foram esclarecidos pela equipe do presidente eleito.

Assim como o deputado alagoano, Kim Kataguiri e Rodrigo Maia também já deram declarações de apoio ao próximo presidente. Como tem apenas 22 anos, o futuro deputado por São Paulo deve ter mais dificuldades na candidatura à presidência da Câmara, já que a Constituição não permite que um presidente da república tenha menos de 35 anos. O líder do MBL, entretanto, argumenta que para uma titularidade secundária à presidência (caso do presidente da Câmara), não há limite de idade.

Leia também: Bolsonaro retorna à Brasília para intensificar processo de transição

Pelo mesmo motivo, João Caldas também precisará de um aval jurídico para concorrer à presidência da Casa legislativa, já que tem 31 anos.

*Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.