Tamanho do texto

Delegado da Polícia Federal não gostou da exposição do candidato ao deixar local de votação; Bolsonaro chegou a dispensá-lo, mas decisão passa pela PF

Jair Bolsonaro acenou para eleitores ao chegar para votar; delegado da Polícia Federal não gostou
Tânia Regô/Agência Brasil - 28.10.18
Jair Bolsonaro acenou para eleitores ao chegar para votar; delegado da Polícia Federal não gostou

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) se desentendeu com o chefe da equipe da Polícia Federal que atua em sua segurança, delegado Antônio Marcos Teixeira. De acordo com reportagem do jornal O Estado de São Paulo , o desentendimento entre Bolsonaro e o delegado da PF decorreu da exposição do candidato ao  chegar em seu local de votação, na manhã deste domingo (28).

Bolsonaro votou na Escola na Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar do Rio de Janeiro, escoltado por forte apararto policial. Ainda assim, o presidenciável ficou exposto para fora do carro ao acenar para apoiadores que o aguardavam, situação que causou a indisposição entre Bolsonaro e o delegado da PF .

Segundo reportou o Estadão , Teixeira chamou a atenção dos agentes por terem permitido que o candidato ficasse com meio corpo para fora da viatura da Polícia Federal. O fato levou o próprio Bolsonaro a dispensar o delegado, mas, como os candidatos não têm ingerência sobre quem atua na equipe de segurança disponibilizada pela PF, a situação será avaliada pela corporação.

Caso seja eleito, Bolsonaro poderá continuar com a escolta da Polícia Federal até o dia 1º de janeiro, quando será dada posse ao novo presidente. Ainda conforme o Estado ,  a situação do delegado Antônio Marcos Teixeira será analisada internamente pela PF nessa segunda-feira (29).

Leia também: Jungmann espera que voto do eleitor seja respeitado: "faz parte da democracia"

O voto de Bolsonaro

Jair Bolsonaro estava acompanhado da esposa e não entrou na escola pela frente, mesmo com segurança reforçada
Tânia Regô/Agência Brasil 28.10.2018
Jair Bolsonaro estava acompanhado da esposa e não entrou na escola pela frente, mesmo com segurança reforçada

O presidenciável do PSL votou de forma rápida, às 9h desta manhã, e não conseguiu manter muito contato com simpatizantes que estiveram no local.  "A expectativa é a que ouvi das ruas ao longo dos últimos meses, a de vitória", disse Bolsonaro dentro da seção.

Na hora de deixar a escola, ele tentou sair pela entrada principal, onde eleitores o aguardavam. Porém, após acenar para apoiadores (o que causou o desentendimento entre Bolsonaro e o delegado da PF ), um tumulto começou a se formar, e o candidato voltou para a área interna do colégio. Da mesma forma que entrou, saiu pelos fundos com forte escolta policial. Já no carro, o candidato abriu a porta, ficou de pé, agradeceu o apoio aos eleitores e fez sinal de coração.

Leia também: Para demonstrar apoio aos candidatos à Presidência, eleitores usam criatividade