Tamanho do texto

Candidatos à Presidência têm até esta quinta-feira para participar de reuniões públicas e comícios; Bolsonaro terá encontros em casa, no Rio

Agendas de Bolsonaro e Haddad estão lotadas – porém distintas – nas vésperas do segundo turno das eleições de 2018
Arquivo/Agência Brasil
Agendas de Bolsonaro e Haddad estão lotadas – porém distintas – nas vésperas do segundo turno das eleições de 2018

A três dias das eleições, os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) estão com suas agendas lotadas. Porém, cada um deles a organiza de forma bem distintas. Hoje, as agendas de Bolsonaro e Haddad não coincidem, já que Bolsonaro ficará no Rio e Haddad viajará de São Paulo ao Nordeste.

Leia também: Ibope: na capital de São Paulo, Fernando Haddad ultrapassa Jair Bolsonaro

Bolsonaro receberá, em sua casa, correligionários de diversas áreas. No seu condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, o candidato falará com parlamentares e prefeitos. Ele também aproveitará o dia para fazer suas postagens nas redes sociais. As  agendas de Bolsonaro e Haddad não são divulgadas da mesma maneira, dado que a campanha do PSL não costuma informar os planos diários do candidato. 

Por sua vez, Haddad programou atos políticos em Salvador nesta sexta-feira (26) e, em seguida, irá para João Pessoa. Na noite de hoje, ele estará no Recife. O Nordeste foi a região em que o PT recebeu mais votos no primeiro turno das eleições e, nesta reta final, a campanha petista resolveu intensificar as viagens. 

Nos últimos atos e entrevistas, o candidato do PT subiu o tom contra o adversário, aumentando as críticas e acusações. Às vésperas do segundo turno, Haddad voltou a cobrar a participação do candidato do PSL em debates. 

Leia também: Corregedoria exige explicações de ministro do TST que visitou Bolsonaro

Nesta quinta-feira, última antes do pleito, tradicionalmente os candidatos participam do último encontro antes das eleições, promovido pela Rede Globo. No caso das eleições deste ano, no entanto, este debate – assim como os demais – não acontecerá. Afinal, Bolsonaro se nega a comparecer a um evento, dada a sua saúde fragilizada, após um ataque que sofreu em Juiz de Fora, Minas Gerais. 

Nas conversas com colaboradores e nas redes sociais, o candidato do PSL , aos poucos, indica como pretende organizar seu governo, se eleito. Exemplo disso é que, ontem, integrantes da bancada ruralista afirmaram que Bolsonaro não pretende seguir adiante com o projeto de unir as pastas da Agricultura e do Meio Ambiente.

Leia também: Cenário é Bolsonaro eleito, dúvida vai ser a diferença, diz presidente do Ibope

As agendas de Bolsonaro e Haddad para o fim de semana ainda deverão passar por alterações, com base nas próximas pesquisas de intenções de voto que faltam ser divulgadas.  

* Com informações da Agência Brasil.