Tamanho do texto

Agenda oficial dos candidatos à Presidência para esta quarta-feira está pautada em temas religiosos; ambos tentam uma aproximação com o setor

Os candidatos à Presidência Haddad e Bolsonaro planejam se encontrar com líderes religiosos na manhã desta quarta
Arquivo/Agência Brasil
Os candidatos à Presidência Haddad e Bolsonaro planejam se encontrar com líderes religiosos na manhã desta quarta

Quem, neste segundo turno das eleições 2018, é o candidato presidencial dos religiosos no Brasil: Fernando Haddad (PT) ou Jair Bolsonaro (PSL)? Segundo os dados divulgados pela última pesquisa de intenção de votos do Ibope, esse setor está bem dividido, com 48% dos católicos declarando que devem votar em Bolsonaro, e 42% destinando o voto a Haddad. Frente a essa divisão, Haddad e Bolsonaro devem buscar apoio com lideranças religiosas.

Leia também: Conheça as principais propostas de Bolsonaro e Haddad para a educação

E tal movimentação se refletiu na agenda dos presidenciáveis nesta quarta-feira (17). Haddad e Bolsonaro têm encontros programados para a manhã de hoje, com líderes religiosos. De manhã, Bolsonaro se encontra com o arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, na sede da Arquidiocese, no bairro da Glória, no Rio de Janeiro. Haddad, por sua vez, se reúne com pastores evangélicos, no Excelsior São Paulo Hotel, no centro da capital paulista.

Como Bolsonaro é exaltado pelos principais pastores evangélicos , Haddad procurou se aproximar dos bispos católicos, de olho nos 130 milhões de fiéis. A preferência dos evangélicos é maciça: 66% dos fiéis querem Bolsonaro como presidente, contra apenas 24% que preferem Haddad.

Leia também: Em carta aos presidenciáveis, diretor pede apoio ao Museu Nacional

Porém, seja quem for eleito, o contato com os evangélicos será importante dado que, nas relações com o Congresso, o próximo presidente terá de conquistar o apoio da numerosa bancada formada por seguidores dessa religião. Espera-se que a bancada evangélica conquiste a marca de 180 parlamentares em 2019.

Haddad e Bolsonaro nas redes sociais

Haddad e Bolsonaro têm utilizado as redes sociais para enviar mensagens aos eleitores
Screenshot/Facebook
Haddad e Bolsonaro têm utilizado as redes sociais para enviar mensagens aos eleitores

Ambos os candidatos têm utilizado as redes sociais para enviar mensagens aos eleitores. Bolsonaro, por exemplo, publica conteúdos em que apresenta as suas propostas de governo e as compara com as do adversário.

Haddad, por sua vez, divulga trechos de entrevistas que concede ao longo do dia e confronta o seu adversário com mensagens chamando-o para um debate. Nesta quarta, o candidato petista conversará com a Rede RBS por telefone e dará entrevista exclusiva ao SBT , ao vivo, pela noite.

Leia também: Bolsonaro diz que indicaria alguém do 'perfil de Moro' para o STF

Haddad e Bolsonaro têm até o dia 28 de outubro, data do segundo turno das eleições, para conquistar o eleitorado.

* Com informações da Agência Brasil.