Tamanho do texto

Segundo o Itamaraty, há 1.859 eleitores inscritos para votar nas cidades de Auckland e Wellington; fuso horário de lá está 16 horas a frente de Brasília

Dia de eleição já teve início na Nova Zelândia, onde o Itamaraty afirma que há 1,8 mil eleitores inscritos
Reprodução/Twitter
Dia de eleição já teve início na Nova Zelândia, onde o Itamaraty afirma que há 1,8 mil eleitores inscritos

Assim como o ano novo chega mais cedo em certas partes do mundo, por conta do fuso horário, o dia de eleição brasileira também começa em diferentes momentos pelo globo, em referência ao relógio de Brasília. Na Nova Zelândia, por exemplo, o domingo de eleições já começou e, a partir das 16h no horário de Brasília, os brasileiros que moram por lá já puderam sair de casa para escolher o próximo presidente do Brasil. 

Leia também: O que precisa para votar? Entenda como deve ser feita a votação nesse domingo

De acordo com o Itamaraty, ao todo, 1.859 eleitores brasileiros se inscreveram para votar em Auckland e em Wellington. A Nova Zelândia é o primeiro país a abrir as urnas eletrônicas para a votação nas eleições 2018 do Brasil, neste dia de eleição .

Por lá, os horários de votação seguem o mesmo padrão dos brasileiros. Assim, as urnas foram abertas às 8h locais e serão fechadas às 17h – o equivalente às 16h de hoje e à 1h de domingo, pelo fuso de Brasília. Dessa foram, quando os brasileiros residentes no Brasil começarem a votar, as eleições 2018 já terão tido fim na Nova Zelândia

Essa diferença de fuso horário também vai acelerar a votação em todos os países localizados ao oriente do Brasil no mapa mundial. Somados os horários, os consulados brasileiros ao redor do mundo realizarão seus pleitos durante 29 horas.

Leia também: Principais presidenciáveis escolhem redutos eleitorais no último dia de campanha

Os mais tardios serão os consulados-gerais de Los Angeles (EUA), de São Francisco (EUA) e de Vancouver (Canadá), que devem encerrar o pleito neste domingo, às 21h, no horário de Brasília. Ao todo, 500.727 eleitores estão inscritos para votar nas 1.790 seções eleitorais localizadas fora do Brasil.

O número é muito maior que o registrado nas últimas eleições presidenciais, quando, em 2014, 354,2 mil eleitores estavam aptos para votar fora do Brasil. O aumento é de 41,4% no eleitorado do exterior na comparação de 2014 com 2018. 

Leia também: Temer alfineta candidatos que propõem nova Constituição: "É quase uma compulsão"

O dia de eleição no Brasil começa às 8h deste domingo e as urnas ficarão abertas para o voto até as 17h, no horário de Brasília. Por isso, é importante que os eleitores de estados que seguem outro fuso horário se atentem ao relógio.