Tamanho do texto

Bolsonaro explora redes sociais, Haddad vai à Bahia, Ciro escolhe Ceará, Alckmin aposta no interior de São Paulo e Marina Silva opta pelo Acre

Campanha presidencial termina neste sábado (7); primeiro turno das eleições 2018 ocorre no domingo (7)
Reprodução
Campanha presidencial termina neste sábado (7); primeiro turno das eleições 2018 ocorre no domingo (7)

Os candidatos à Presidência da República fazem neste sábado (7) os últimos atos de campanha presidencial antes do primeiro turno da eleições 2018. Com foco em conquistar indecisos e reforçar o voto do seu eleitorado, os presidenciáveis se dedicam aos seus redutos eleitorais e a investidas nas redes sociais.

Em primeiro lugar nas pesquisas e ainda sem condições de fazer campanha presidencial nas ruas, após o atentado do último dia 6 de setembro , Jair Bolsonaro (PSL) segue explorando as redes sociais.

"Está chegando o momento da mudança, do nosso valor ser medido pelo nosso caráter, não pela nossa cor, sexo ou crença; de governar pelo exemplo; de se espelhar nas grandes nações; de se livrar das amarras ideológicas; de por fim ao sistema falido que impera ha décadas no Brasil", declarou o capitão da reserva. Em Brasília, uma carreata de apoio ao candidato do PSL foi convocada para o meio-dia. 

Em Feira de Santana, na Bahia,  Fernando Haddad (PT), segundo colocado nas pesquisas (22%), participou na manhã deste sábado da "caminhada da vitória". O petista escolheu o Nordeste para encerrar a campanha em busca de evitar o crescimento de seu adversário na região. "Queremos governar um país para todos e não apenas para os ricos, como fez o governo Temer. Domingo é o dia do povo voltar ao poder", declarou.

Da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cumpre pena de 12 anos e um mês, escreveu uma carta "ao povo brasileiro" pedindo a eleição de Haddad como presente de aniversário. "Dia 6 de outubro é o meu aniversário oficial. Espero ganhar de presente, no dia 07 de outubro, o voto do povo brasileiro no Haddad para presidente".

Lula fará 73 anos no próximo 27 de outubro, mas foi registrado oficialmente anos depois, em 6 de outubro. As duas datas caem nas vésperas do primeiro e do segundo turnos (28 de outubro). 

De olho no segundo turno, o presidenciável Ciro Gomes (PDT), terceiro lugar nas pesquisas, encerra sua campanha no Ceará, estado em que já foi governador. O pedetista deve encerrar os atos deste sábado em Sobral, cidade que é governada pelo seu irmão, Ivo Gomes. Nas redes sociais, o candidato tem mobilizado sua militância e junto a Jair Bolsonaro tem disputado o primeiro lugar entre os assuntos mais comentados do Twitter.

O candidato do PSDB,  Geraldo Alckmin , escolheu o interior de São Paulo, uma de suas principais bases eleitorais, para o último dia de campanha. Em Bauru, o tucano pediu uma reflexão de seus eleitores no domingo para conseguir chegar ao segundo turno. 

Leia também: Apoio à democracia é o maior desde 1989 entre brasileiros, revela Datafolha

"Amanhã é o dia da reflexão, da decisão. O grande juiz é o povo. Estamos empatados em 3º lugar e na briga pelo 2º turno. Vamos aguardar o resultado das urnas”, afirmou.

Em declínio nas pesquisas, Marina Silva (Rede) escolheu o Acre, seu estado natal, para o último dia de campanha presidencial . A ambientalista participou de um ato em Rio Branco, capital do estado.