Tamanho do texto

Candidato do PDT reclamou de evidência a Bolsonaro com manifestações do 'EleNão'; Boulos diz que Ciro muda de opinião por conta de pesquisa eleitoral

Ciro Gomes classificou manifestações contra Bolsonaro como
Divulgação/PDT
Ciro Gomes classificou manifestações contra Bolsonaro como "grosseiro equívoco"

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes , considerou um "erro" os protestos contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) com o mote #EleNão, que  reuníram milhares em todo o País no último fim de semana. Durante ato de sua campanha em São Caetano do Sul, no ABC Paulista, Ciro classificou as manifestações contra Bolsonaro como "grande equívoco" pois esses atos trazem o candidato do PSL para evidência.

"O Bolsonaro virou uma menção de tudo o que está acontecendo. E é um erro. Por exemplo, quando as pessoas vão em massa às ruas... Ao invés de afirmar um 'sim' para um projeto, para uma alternativa, todo mundo foi falar 'ele não'. Ou seja: todo mundo estava dizendo que o Bolsonaro virou uma referência para o debate nacional. Eu estou tentando mostrar que esse é um grosseiro equívoco e que está convidando o País para bailar na beira do abismo. Porque essa confrontação odienta anti-PT, [anti] Bolsonaro, vai precipitar o Brasil num precipício muito grave", disse Ciro ao comentar as manifestações contra Bolsonaro .

Boulos rebate declaração de Ciro sobre manifestações contra Bolsonaro

Reprodução/Twitter Ciro Gomes
"Não precisa votar no coisa ruim ou no coisa pior", disse Ciro; candidato reclama de manifestações contra Bolsonaro

Hoje com 11% das intenções de voto, conforme apontou o levantamento mais recente do Datafolha , Ciro tenta nessa reta final de campanha se afastar do PT e conquistar o voto dos eleitores de centro que rechaçam Bolsonaro – atual líder da corrida presidencial.

Nessa direção, o candidato do PDT intensificou os ataques ao candidato petista , Fernando Haddad, e já rejeitou a ideia de atrair o partido para uma eventual aliança no governo caso seja eleito. Em debate realizado na semana passada, Ciro acenou aos indecisos. “Se você é eleitor do Bolsonaro porque é contra o PT, se você é eleitor do PT porque é contra o Bolsonaro , nós discordamos. Não podemos apostar na polarização.”

O discurso é ecoado também na propaganda do candidato exibida na TV no horário eleitoral gratuito: "As pesquisas mostram que eu ganho com folga do PT. Não vote contra ninguém, vote a favor do Brasil", afirmou.

As declarações de Ciro Gomes a respeito das manifestações contra Bolsonaro incomodaram outro candidato à Presidência, Guilherme Boulos (PSOL), que usou suas redes sociais para rebater o pedetista. "Equívoco é desrespeitar a corajosa luta das mulheres contra o fascismo e mudar de opinião por conta de pesquisa eleitoral", lamentou Boulos.