Edna Aparecida de Souza Ribeiro é condenada a 25 anos de prisão
Reprodução
Edna Aparecida de Souza Ribeiro é condenada a 25 anos de prisão

Edna Aparecida de Souza Ribeiro, 51, foi condenada a 25 anos de prisão por colocar veneno de rato na sopa da filha. O crime aconteceu em agosto de 2014, em Bauru, interior de São Paulo , e o julgamento foi concluído na última semana.

A vítima contou que Edna também ingeriu um pouco de sopa. Depois da refeição, mandou a filha ligar para o pai e se despedir dele. Ao chegar no local, o homem descobriu o envenenamento e tentou levar a filha para o hospital, mas Edna o impediu. Com um facão, Edna o obrigou a assinar um documento que transferia um carro para o nome dela.

Após entregar o veículo, o pai conseguiu acionar a polícia e levar a vítima para o hospital. Em um vídeo gravado pelas autoridades, Edna confessou ter envenenado a filha. Mas, no julgamento, afirmou não lembrar de ter colocado veneno na comida.

A defesa pediu inimputabilidade da ré por insanidade mental, alegando que ela não tinha condições psicológicas para compreender a situação e, portanto, não poderia ser julgada por ela. O pedido foi negado após análise psiquiátrica.

Edna foi condenada a seis anos, cinco meses e 23 dias de prisão por lesão corporal grave qualificada por motivo torpe, além de mais 19 anos e 20 dias por extorsão mediante sequestro. A defesa pode recorrer, mas sem que Edna deixe a prisão.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários