Corpo da designer de interiores Flávia Euflásia da Silva foi encontrado dentro de veículo tombado
Reprodução
Corpo da designer de interiores Flávia Euflásia da Silva foi encontrado dentro de veículo tombado

Encontrada morta dentro de um carro, a designer de interiores Flávia Euflásia da Silva, de 44 anos, foi vítima de um assassinato, neste domingo (13), em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio. De acordo com parentes de Flávia, ela teria sido atingida por três tiros na cabeça. A principal linha de investigação seguida pela polícia é de que o autor do crime seria um homem com quem a designer teria discutido pouco antes do assassinato. Ele seria conhecido da vítima.

No interior da casa onde Flávia morava, peritos encontram vestígios de sangue. A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), que investiga o caso, tenta saber como a vítima foi parar dentro de uma caminhonete, encontrada tombada na Estrada de Mucuiba, próximo à residência. Uma das hipóteses investigadas é de que ela pode ter sido ferida ao tentar fugir do agressor. Ou ainda que, mesmo ferida, tenha tentado buscar socorro e perdeu a direção do veículo.

Descrita por amigos e parentes como uma pessoa tranquila, a designer deixou um filho menor de idade.

"A Flávia era uma pessoa muito tranquila que tinha uma vida financeira estabilizada. Era muita calma e não tinha problema com ninguém", disse um familiar, que pediu para não ser identificado.

O corpo da designer de interiores passa por perícia no Instituto Médico-Legal, no Centro do Rio. Parentes aguardam a conclusão do laudo cadavérico da vítima para marcar o sepultamento. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários