Conforme a Polícia Civil, se condenado, o suspeito poderá pegar até um ano de detenção
Reprodução
Conforme a Polícia Civil, se condenado, o suspeito poderá pegar até um ano de detenção

A Polícia Civil indiciou na quinta-feira, 9, um homem, de 33 anos, por crime de constrangimento ilegal praticado no contexto da lei Maria da Penha, em Pirenópolis ( GO ). De acordo com as investigações, o suspeito colocou uma câmera no teto do quarto da ex-mulher para vigiá-la.

De acordo com a vítima, ela encontrou a câmera após perceber uma luz piscando no teto. Ao olhar com atenção, ela viu uma câmera filmadora de segurança. Na sequência, a mulher acionou a Polícia Civil.

Segundo informações da TV Anhanguera , o ex-marido dela foi ouvido pelos investigadores e confessou o crime. De acordo com a Polícia Civil, ele alegou que instalou a microcâmera para ver qual era a condução da ex-mulher na criação dos filhos.

Durante as investigações, a polícia chegou a ouvir a babá das crianças e a faxineira da mulher, que contaram que haviam visto o suspeito no telhado da casa manuseado uma fiação. No dia, ele alegou para elas que estava retirando a internet da casa, conforme a polícia.

O homem deve responder pelo crime de constrangimento ilegal praticado no contexto da Lei Maria da Penha. O inquérito foi concluído ainda na quinta-feira e encaminhado à Justiça.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários