SP: câmeras corporais registram suspeito rendido sendo morto por PMs
Reprodução
SP: câmeras corporais registram suspeito rendido sendo morto por PMs

Polícia Militar de São Paulo, através de sua Corregedoria, finalizou as investigações do possível primeiro caso de 'execução' de agentes de segurança após a implementação de câmeras corporais nas fardas dos servidores públicos. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Gilson Luiz da Costa, tenente-coronel e chefe do departamento de operações da Corregedoria, afirmou que a corporação analisou as imagens e concluiu tratar-se do "primeiro caso, com indícios de fraude processual, de homicídio doloso. Foi o primeiro caso com documentos visuais da ação policial militar que contradizem os policiais disseram".

Durante a ação, os policiais tentaram matar outro suspeito - que só sobreviveu por utilizar um colete a prova de balas sob a camiseta.

No total, oito policiais - divididos entre praças e oficiais - tiveram pedido de prisão preventiva solicitados e responderão por homicídio doloso - quando há a intenção de matar -, fraude processual, falsidade ideológica e prevaricação.

Leia Também

Segundo os agentes de segurança acusados de homicídio, houve uma colisão entre carros quando um motorista pulou pela janela e saiu correndo. Com isso, um dos passageiros - identificado como Douglas - desceu com uma arma em punho e "ao tentar apontar em direção a guarnição, foi alvejado pelo policial [Diego Fernandes Imediato da Silva] na altura do peito".

Trecho do relatório produzido durante as investigações, porém, desmente a versão oficial. "A imagem 8, a mais contundente, ilustra o momento em que o civil Vinícius [Gomes] desembarca do veículo GM/Corsa com as duas mãos na cabeça, rendido, desarmado, sendo que, neste instante, o sargento Inácio dá início aos disparos".


O Ministério Público analisa o caso e a Promotoria não respondeu aos questionamentos realizados sobre o caso. Outros dois casos passaram a ser analisados, mas as investigações ainda não foram concluídas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários