Wanderson Mota Protácio é suspeito de matar três pessoas no último domingo
Reprodução / TV Globo
Wanderson Mota Protácio é suspeito de matar três pessoas no último domingo

A Polícia Militar investiga uma troca de tiros durante a madrugada desta quarta-feira (1º) entre um fazendeiro e um homem em uma chácara próxima a Abadiânia (GO). A corporação acredita que o acontecimento possa ser uma pista sobre a localização do  caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, suspeito de matar a mulher grávida, a enteada e um fazendeiro em Corumbá de Goiás.

O homem é procurado há três dias na zona rural que divide Abadiânia e Alexânia, para onde ele teria fugido após os crimes. Wanderson foi apelidado de "Lázaro 2.0" ou "Novo Lázaro", devido a semelhanças ao caso de Lázaro Barbosa, acusado de matar quatro pessoas da mesma família e que foi alvo da maior perseguição policial da história de Goiás .

De acordo com a PM, o fazendeiro teria sido surpreendido por dois tiros em sua propriedade, sendo que um deles atingiu sua caminhonete. Os disparos, porém, teria sido feitos na direção do homem, que não foi atingido.

Os policiais foram até o local para atender a ocorrência e vasculharam a área do Lago Corumbá, próxima de onde o tiroteio aconteceu.

O dono da fazenda disse aos policiais que atirou contra o suspeito, mas não sabe se ele chegou a ser atingido, pois o local estava muito escuro.

O caso




Leia Também


Wanderson é suspeito de matar três pessoas no último domingo
Reprodução
Wanderson é suspeito de matar três pessoas no último domingo


Segundo a Polícia Civil de Goiás, Wanderson é apontado como provável autor dos assassinatos a facadas da própria mulher, que estava grávida de 4 meses, da enteada de 2 anos e 9 meses.

Depois de cometer o crime, ele teria pedido ao patrão que ajudasse com a esposa grávida, dizendo que ela estava passando mal. Quando o homem saiu e foi até a casa ajudar, Wanderson entrou na casa dele, furtou um revólver calibre 38 e matou um fazendeiro com um tiro na cabeça.

A esposa do fazendeiro, Cristina Nascimento Silva, também foi baleada no ombro, mas sobreviveu. O suspeito trabalhava como caseiro em uma fazenda em Corumbá de Goiás, onde ocorreu o crime.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários