Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta
Agência Brasil/Marcello Casal JR
Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta

Nesta quinta-feira (25), o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) negou que tenha desistido de se candidatar à Presidência da República em 2022 para concorrer ao Senado ou como deputado federal no Mato Grosso do Sul, como dito pelo presidente do União Brasil, Luciano Bivar .

"Acredito que ele deve tido uma outra interpretação e verbalizou dessa maneira. No Democratas, isso seria tratado ali dentro […] Eu nunca disse que seria candidato. A decisão não foi tomada. Continuo à disposição do partido, como sempre estive. Era uma reunião basicamente para fazer uma análise, precipitou-se em falar em desistência de campanha", afirmou  Mandetta em entrevista à Globonews .

O ex-ministro é filiado ao DEM, que está em  processo de fusão com o PSL para formar o União Brasil e atribuiu a confusão de Bivar à falta de entrosamento entre as siglas que estão se juntando.

"Esse partido é uma fusão do DEM com o PSL. Toda essa discussão [sobre a candidatura] foi feita dentro do Democratas. Agora, o momento é de a gente conversar com essa fusão. Decidir se ela vai ter candidato próprio", afirmou.

O ex-chefe da Saúde defendeu que o novo partido exerça um papel "sério, ético, elegante e sem casuísmos", mas apoiar um candidato de outro partido ainda é uma opção para ele. "É muito considerável. Eu acho que é possível, mas também não está nada claro. O jogo é de soma. Eu só espero que seja com coerência".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários