Presidentes do PSL e do DEM, Luciano Bivar e ACM Neto
Toninho Barbosa/ DEM
Presidentes do PSL e do DEM, Luciano Bivar e ACM Neto


O novo partido União Brasil , resultado da fusão entre o DEM e o PSL, já nasce mais alinhado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Dos 88 deputados e senadores que integram a legenda, 56 apoiam o governo ou admitem que podem apoiá-lo na campanha à reeleição.


Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, responsável pelo levantamento, apenas cinco parlamentares disseram descartar essa possibilidade. Os outros 27 preferiram não se posicionar.


A União Brasil, que depende ainda do aval do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para ser oficializada, será o maior partido de direita no Congresso em 20 anos. A publicação lembra que essa expressividade só foi vista no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), quando o PFL, hoje DEM, elegeu 105 representantes.



Diante do atual cenário, tanto o presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), quanto o presidente do DEM, ACM Neto, afirmam que o plano é lançar candidato próprio na próxima eleição presidencial. Bivar vai presidir a nova legenda e Neto ocupará o posto de secretário-geral.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários