Vanessa Lima foi morta a facadas em Joinville
Reprodução
Vanessa Lima foi morta a facadas em Joinville

Vanessa Lima, de 25 anos, foi assassinada com 14 facadas após se recusar a fazer sexo com o companheiro, em Joinville. O  homicídio ocorreu na frente do filho da vítima, que tem 1 ano e 8 meses. O suspeito foi acusado pelo Ministério Público de Santa Catarina, nesta terça-feira.

O crime ocorreu em 23 de julho. De acordo com a denúncia, diante da recusa da mulher em praticar sexo, o homem teria atacado a vítima com os golpes de faca, sem que ela tivesse qualquer possibilidade de defesa. O bebê estava presente na cena do crime.

O filho de Vanessa foi encontrado abandonado na rua, de madrugada, com frio e apenas de fralda e camiseta regata. Os policiais localizaram o corpo da vítima escondido embaixo da cama no apartamento em que ela dividia com o acusado.

O promotor Ricardo Paladino, autor da ação penal, afirma na denúncia que o suposto homicídio possui quatro qualificadoras: motivo fútil, impossibilidade de defesa da vítima, uso de meio cruel e por tratar-se de feminicídio  — ou seja, praticado contra a mulher no âmbito de relações domésticas.

A denúncia foi ajuizada na Comarca de Joinville e já foi recebida pela Justiça. Além do assassinato, o ex-companheiro de Vanessa vai responder por abando de incapaz e fraude processual, pois teria alterado a cena do crime ao esconder o corpo e lavado a casa e as roupas, na intenção de encobrir os vestígios.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários