carro incendiado
PCRJ
Corpos foram encontrados em carro carbonizado

A Polícia Civil está atrás dos assassinos de dois  militares do Exército que tiveram os corpos carbonizados dentro de um carro, encontrado na segunda-feira (13) no bairro Pacheco, em São Gonçalo. Os soldados Victor Hugo Pedrosa Xavier e Daniel Ferreira de Azevedo estavam lotados, respectivamente, no 21º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC) e na Fortaleza de Santa Cruz da Barra, ambos em Jurujuba, Niterói.

Segundo a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), os dois só puderam ser identificados por um exame de arcada dentária. Eles moravam em São Gonçalo. A delegacia informou que os militares teriam assistido à partida entre Flamengo e Fluminense, domingo, em uma casa de festas no Mutondo. Em seguida, eles foram para a um bar no Raul Veiga, onde teriam conhecido duas meninas. Testemunhas contaram que os rapazes foram levar as jovens em casa, no carro do pai de Daniel, e acabaram sendo interceptados onde elas moram — o bairro não foi revelado pela polícia.

Na segunda-feira, o veículo, completamente queimado, foi encontrado no Pacheco. Um dos corpos estava no porta-malas e o outro no banco traseiro. O delegado Mário Lamblet investiga a hipótese de a dupla ter sido assassinada por traficantes.

Caso seja constatada a participação de integrantes do tráfico nas mortes, os chefes locais serão indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e destruição de cadáver.

Imagens de câmeras de segurança do bairro onde o carro foi encontrado já foram analisadas. Familiares das vítimas e testemunhas serão chamadas para depor.


    Veja Também

      Mostrar mais