Tamanho do texto

Na tarde desta segunda-feira, os Policiais Militares conseguiram apreender 56 quilos de maconha e deter motorista do crime organizado em São Paulo

Os aplicativos de carona se espalharam pelo País. São eles que garantem o emprego de milhares de trabalhadores nas principais capitais do Brasil. Mas onde você e eu enxergamos apenas um meio de condução, o tráfico vê mais uma maneira de fazer o comércio de drogas. O que os criminosos esqueceram é que a ROTA também está espalhada pelas ruas e que tem um faro apurado para "coisa errada".

Leia também: ROTA prende líder do PCC transportando drogas horas após ter deixado a cadeia

Policiais de ROTA estão na rua para garantir a segurança do cidadão
Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
Policiais de ROTA estão na rua para garantir a segurança do cidadão

Na tarde desta segunda-feira (16), a equipe de ROTA formada pelo Sargento Manzoni, Cabo Marco Antônio, Soldado Junior e Soldado Ivo fazia um patrulhamento de rotina pela zona sul de São Paulo quando desconfiaram do nervosismo de um motorista que manobrava o veículo pela rua Faustino Allende. Os PMs não sabiam que tinha acabado de descobrir o "aplicativo de carona do tráfico".

"Os Policiais estavam fazendo um patrulhamento padrão alí pela favela do Jardim Ibirapuera. A região é conhecida pelo forte movimento de droga, é uma área perigosa. A presença Policial fez com que um suspeito ficasse muito inquieto. Esse aparente nervosismo é um dos principais indícios de que existe alguma coisa errada acontecendo, então a abordagem foi realizada", revela o Tenente Mendonça em conversa com o iG.

Durante a revista pessoal, os PMs acabaram não encontrando nada de ilícito com o motorista, mas dentro do carro estavam seis tijolos de maconha escondidos dentro do porta malas. "O homem falou que não tinha nenhuma relação com o material achado pelos Policiais Militares. Ele disse que estava apenas manobrando o carro. Nisso, a nossa equipe desconfiou de um outro homem que ao notar toda a situação pegou uma criança no colo", afirmou o Tenente. 

De acordo com o PM, esse tipo de atitude é comum entre os criminosos. "Assim que percebemos esse suspeito pegando uma criança que ele nem conhecia, nós fizemos a abordagem dele. Em entrevista separada dos dois suspeitos acabamos descobrindo que esse segundo homem era o dono do carro e que trabalhava em um aplicativo de caronas. Ele usava do seu trabalho para fazer o transporte de drogas," contou o Tenente.

Leia também: ROTA desestrutura o tráfico e apreende 2 toneladas de drogas

Os PMs indagaram os suspeitos e eles acabaram contando que além dos seis tijolos escondidos dentro do veículo, outra quantia de maconha estava armazenada dentro de um barraco na favela. "Nós fizemos uma ação e fomos direto para esse local que o dono da droga apontou. Enquanto, os Policiais faziam a abordagem, os criminosos devem ter avisado que a ROTA estava na área. Porque quando chegamos no barraco indicado, só achamos o material ilícito. E uma grande quantidade de drogas não fica assim, sozinha, sem segurança dos criminosos, mas eles dificilmente batem de frente com a ROTA", revela o Tenente.

Ao todo, os Policiais encontraram 56 quilos de droga. "Esse traficante acabou confessando todo o crime. Ele usava do seu expediente motorista para levar drogas da zona sul da capital para a cidade de Guarulhos. Ele vai responder por tráfico de drogas, enquanto o homem que estava apenas manobrando o carro vai ficar como testemunha.", finaliza o Tenente Mendonça.

Leia também: A população grita por socorro, a ROTA responde e os criminosos pagam a conta

ROTA apreendeu 56 quilos de maconha durante patrulhamento na zona sul de São Paulo
Divulgação/ROTA
ROTA apreendeu 56 quilos de maconha durante patrulhamento na zona sul de São Paulo


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.