Carroça, como é conhecido o traficante, tinha acabado de deixar um presídio na região de Campinas quando foi preso pela Polícia Militar em São Paulo

Você, com certeza, já deve ter ouvido aquela frase que diz que a Polícia tem o trabalho de enxugar gelo. Ou aquela outra que fala que a PM prende e a nossas leis soltam os criminosos. Na tarde desta quarta-feira (11), os homens da ROTA ( Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar ) provaram mais uma vez que esses dizeres existem, mas que não serão tolerados pela Tropa .

Leia também: ROTA desestrutura o tráfico e apreende 2 toneladas de drogas

Viaturas de ROTA em deslocamento pelas ruas de São Paulo
Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
Viaturas de ROTA em deslocamento pelas ruas de São Paulo

A “saída temporária do dia das crianças” é responsável pela liberdade momentânea de milhares de presidiários de todo o País. Entre eles estava um dos líderes do PCC, responsável pela conexão entre o crime do Rio de Janeiro e São Paulo, o criminoso de alta periculosidade havia sido preso transportando drogas e armas em 2014 e ontem ganhou o privilégio de dividir as ruas comigo e com você. A ROTA provou que ele não deveria estar solto.

Os Policiais do Batalhão Tobias de Aguiar faziam um patrulhamento de rotina pela Marginal Pinheiros, zona sul da capital, quando avistaram um carro com três homens. "Logo que eles viram a viatura com os PMs , o trio demonstrou um certo nervosismo. Isso já foi motivo de alerta para a equipe formada pelo Sargento Rogério, Cabo Marinho, Soldado Justino e Cabo Diniz que acabou realizando a abordagem", revelou o Tenente Sigari.

Assim que os indivíduos foram parados, a história começou a ganhar corpo e os Policiais de ROTA provaram que o faro para encontrar coisa errada estava apurado. "Dentro do porta malas do veículo, a nossa equipe encontrou quatro tijolos de pasta base de cocaína. Essa droga, dependendo da pureza, pode valer até R$ 10 mil, cada tijolo tinha um quilo", diz o Tenente.

Leia também: Canil da PM supera forte cheiro do Tietê para achar drogas e prender traficante

Um dos ocupantes do carro acabou revelando para os Policiais que tinha acabado de deixar um presídio na região de Campinas na "saídinha de dia de crianças". "A gente não conhecia ele pelo nome, mas quando pesquisamos no nosso sistema acabamos descobrindo que ele era integrante do PCC. O apelido dele é 'carroça', provavelmente, porque faz o transporte do crime. Ele já tinha sido preso em 2014 levando drogas e armas para o Rio de Janeiro. Saiu ontem e voltou antes do esperado para cadeia", revelou Tenente.

Os outros dois suspeitos que estavam no carro acabaram confessando o envolvimento com o o crime. O motorista do veículo disse que recebeu R$ 200 para levar a droga para zona sul, enquanto o outro carona revelou para os PMs que em sua casa havia ainda meio quilo de maconha escondida. "Durante a entrevista que os Policiais fizeram em separado com cada um, esse homem acabou confessando que tinha mais droga em casa e levou a equipe até o local. Ele já tinha passagem por roubo de caixa eletrônico", finalizou o Tenente Sigari.

Leia também: A população grita por socorro, a ROTA responde e os criminosos pagam a conta

Os três indivíduos foram conduzidos para o 89º Distrito Policial e vão responder por tráfico de drogas e por associação ao tráfico. Com a prisão, você pode aproveitar o seu feriado com mais tranquilidade e ter a certeza que a Polícia Militar de São Paulo não dá descanso para a criminalidade. Ah, e se o 'carroça' do PCC encontrar com uma viatura da ROTA, ela será atropelada.

Drogas e dinheiro apreendidos pela ROTA com os criminosos
Divulgação/ROTA
Drogas e dinheiro apreendidos pela ROTA com os criminosos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.