Policiais do Batalhão Tobias de Aguiar executam duas operações de ataque ao tráfico, destruindo centros de distribuição de drogas, efetuando prisões, apreensões de drogas e vasto material da contabilidade do crime

Policiais de ROTA em patrulha
foto: Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
Policiais de ROTA em patrulha

Nos últimos meses a ROTA vem expandindo sua presença nas ruas de São Paulo usando diferentes táticas de combate à criminalidade. A mais conhecida, e uma das mais eficientes, é a ronda individual, feita por um Pelotão composto por quatro ou cinco viaturas que ficam espalhadas numa determinada área, patrulhando de forma passiva, sem um alvo específico. Em caso de necessidade todas viaturas podem rapidamente se reunir para uma apoiar a outra. Os resultados desse tipo patrulhamento são muito positivos, além de prisões e apreensões de drogas, armas e produtos de roubo, a ROTA captura muito material de inteligência, como nomes, endereços, veículos usados para transporte de entorpecentes e a contabilidade do crime.

Leia também: ROTA - “86 Tons de Preto e Branco"

De posse desse material e com as inúmeras denúncias anônimas que recebe diariamente, a área de inteligência da ROTA consegue estruturar uma outra modalidade de ataque contra o crime, que pode ser entendido como “Ação de Convergência”. Ao contrario das patrulhas regulares que são feitas individualmente, em uma área maior e de forma aleatória, nesse outro tipo de operação o alvo e sua localização são previamente conhecidos e o Pelotão de ROTA converge em grupo.

Foi exatamente esse tipo de situação que aconteceu neste final de semana, quando duas operações separadas resultaram numa incrível apreensão de mais de 2 toneladas de drogas, desestruturando redes de armazenamento e distribuição do tráfico. Como essas operações envolveram determinadas ações da áreas de inteligência, os nomes dos Policiais de ROTA que a executaram serão preservados.

Leia também: Um dia na vida de um Policial de ROTA

1- Operação "Zona Leste / ABC" 

Após o cruzamento de várias informações, o Setor de Inteligência da ROTA identificou que neste domingo (8), um grupo de criminosos iria transferir uma grande quantidade de drogas da Zona Leste para o ABC, e que um dos locais prováveis de passagem dos três a quatro carros alvo seria o Rodoanel.

“Não conhecíamos qual era o trajeto exato nem o horário que o transporte aconteceria, mas sabíamos quais as marcas e modelos dos veículos que seriam utilizados. Ao nos aproximar da área da operação, decidi dividir meu Pelotão em duas equipes e expandir nossa área de busca”, relata o Tenente PM que comandou esta operação.

Leia também: Comandos e Operações Especiais - Conheça a tropa de elite da Polícia Militar/SP

Nesse momento, Policias Militares do 38 Batalhão localizaram e pararam um dos veículos procurados perto do Rodoanel, que conteinha vasta quantidade drogas. Com base nas informações dadas pelo motorista, que foi preso, a ROTA saiu em perseguição aos outros veículos, que foram alcançados e interceptados, novamente contendo grande quantidade de entorpecentes e na sequencia rumaram para um galpão que servia de ponto de armazenamento e abastecimento de drogas na Zona Leste.

“Conseguimos apreender mais de 2.100 tijolos de maconha que estavam no galpão e dentro dos carros, com valor estimado no varejo de cerca de R$ 2 milhões”, diz o Tenente. 

Veja abaixo as fotos das apreensões feitas pela ROTA:


2- Operação "Zona Sul / Zona Norte"

“Quando saímos em patrulha regular, ou para executar numa missão específica, nunca sabemos o que realmente vai acontecer. O imprevisto é a única certeza que temos, e essa operação foi um bom exemplo disso. Ela iniciou com uma denúncia anônima sobre um Chevrolet Kadett que iria transportar uma boa quantidade de drogas, e que seu caminho provável seria pelas marginais Pinheiros e Tiête. Saí com meu Pelotão em busca do alvo, mas não tínhamos ideia que essa ocorrência iria se desdobrar em três grandes apreensões, cada uma num canto da cidade”, relata o Tenente.

Seguindo o plano original, o veículo foi localizado na marginal Pinheiros, na altura da ponte da Casa Verde. Os PMs de ROTA interceptaram o Kadett, fizeram a abordagem e, confirmando a denúncia,  encontraram 5 tijolos de maconha e um de cocaína. Ao ser questionado, o motorista confessou que transportava a droga para um centro de distribuição, um galpão perto da estação Jabaquara do Metro. Lá a droga seria fracionada, embalada e distribuída para os traficantes da região.

Leia também: Equoterapia: Conheça essa incrível iniciativa feita pela Polícia Militar de SP

“Ao chegarmos no galpão, encontramos centenas de porções de maconha, cocaína e crack, já embaladas em pequenas porções para serem vendidas no varejo, e bastante material de inteligência. Um dos traficantes, que estava no local, delatou outro braço importante dessa rede de tráfico e distribuição de drogas; um individuo que morava na Zona Norte responsável pelas finanças e pagamentos para as “mulas”, os criminosos que fazem o transporte das drogas, como o motorista do Chevrolet Kadett”, diz o Tenente.

As equipes de ROTA foram ao endereço fornecido pelo delator e fizeram a terceira prisão e apreensão de drogas do dia. 

Veja abaixo as fotos das apreensões feitas pela ROTA:


Essas duas operações resultaram na enorme apreensão de mais de 2 toneladas de maconha, cocaína e crack. Enquanto nosso sistema prisional recebeu mais alguns inquilinos e os incineradores de drogas trabalham a plena potencia, a sociedade paulista agradece à Polícia Militar por mais um “dia normal de trabalho” do Tenente e do seu Pelotão de ROTA.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.