Navio foi utilizado na Segunda Guerra Mundial pela Marinha dos EUA
Divulgação/Caladan Oceanic
Navio foi utilizado na Segunda Guerra Mundial pela Marinha dos EUA


Uma equipe de exploradores marítimos descobriu o naufrágio mais profundo já registrado na história. Trata-se de um navio de guerra da Marinha dos Estados Unidos usado na Segunda Guerra Mundial, que estava há uma profundidade de quase 7.000 metros.

O destróier, como é conhecida a embarcação encontrada, foi encontrado na costa das Filipinas, no dia 22 de junho, pelo piloto e explorador norte-americano Victor Vescovo. O francês Jeremie Morizet, especialista em sonar, equipamento utilizado para detectar e localizar objetos no fundo dos oceanos, também auxiliou nas buscas.

O USS Samuel B. Roberts estava dividido em duas partes, e uma delas foi encontrada a 6.895 metros de profundidade, atingindo uma marca histórica. O recorde anterior pertencia à embarcação USS  Johnston, encontrada por Vescovo no ano passado a uma profundidade de 6.469 metros.

“Foi uma honra extraordinária localizar este navio incrivelmente famoso e, ao fazê-lo, ter a chance de recontar sua história de heroísmo e dever para aqueles que podem não saber do navio e do sacrifício de sua tripulação”, destacou Victor Vescovo, em comunicado divulgado.


Chamado de “Sammy B” pelos exploradores, o navio foi usado pela Marinha dos EUA durante a Segunda Guerra, em 1944, na Batalha do Golfo de Leyte, considerada a maior batalha naval da história. 

O confronto foi contra embarcações japonesas e, da tripulação de 224 homens do Sammy B, 89 foram mortos e 120 foram salvos. Os norte-americanos saíram vencedores daquela batalha.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários